A hora é agora! Chape recebe Avaí para acalmar ambiente ou aumentar crise no Brasileirão

Confronto tem caráter de decisão também para a equipe da capital de SC

- Publicidade -
 

A semana da Chapecoense começou com fortes cobranças. A goleada para o Ceará provocou a colocação de faixas na Arena Condá e protestos da torcida no desembarque da equipe verde-branca. Só mesmo uma vitória sobre o Avaí neste domingo (18), em Chapecó, acalmará o ambiente. Os dois times estão na zona de rebaixamento da Série A do futebol brasileiro. O jogo começa às 19h e vale pela 15ª rodada.

Para o Verdão, o compromisso catarinense é uma possibilidade clara de reagir no campeonato. O adversário está na lanterna, com seis pontos e nenhum triunfo em 14 partidas. O clube do Oeste vê o duelo como decisivo, tanto que lançou promoção de ingressos para acompanhante de sócio, que pagará a metade em todos os setores: R$ 20 (geral), R$ 30 (cadeiras descobertas), R$ 40 (cadeiras cobertas laterais) e R$ 50 (cadeiras cobertas centrais).

Empate ou derrota aumentará a crise da Chape no Brasileirão. O técnico Emerson Cris aposta na continuidade para fazer o dever de casa. A única mudança na escalação é a volta do artilheiro Everaldo, que cumpriu suspensão, no lugar de Henrique Almeida. O time será o mesmo do empate por 3 a 3 com o Grêmio, em Porto Alegre (RS). “Não posso me deixar levar pela emoção e achar que está tudo errado. Agora que estamos criando identidade, forma de jogar”, comentou o treinador.

Ao contrário dos avaianos, a Chapecoense pode deixar o Z4 neste fim de semana. Mas, além de ganhar, precisa torcer para no máximo um empate do Cruzeiro contra o Santos, em Belo Horizonte (MG), e por um revés do Fluminense para o CSA, no Rio de Janeiro (RJ). O último triunfo do Leão da Ilha foi justamente na Arena Condá, no dia 7 de abril, pela fase classificatória do Estadual, no 2 a 1 sobre o Verdão. São 17 jogos de jejum. Betão, Lourenço e Bruno Sávio viajaram com a delegação, mas são dúvidas.

 

CHAPECOENSE x AVAÍ

Chapecoense: Tiepo; Eduardo, Gum, Maurício Ramos e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Augusto, Gustavo Campanharo e Camilo; Arthur Gomes e Everaldo. Técnico: Emerson Cris.

Avaí: Vladimir; Iury, Eduardo Kunde, Marquinhos Silva e Igor Fernandes; Pedro Castro, Richard Franco e Wesley; Caio Paulista, Brenner e João Paulo. Técnico: Alberto Valentim.

Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa), auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (Fifa) e Anderson José de Moraes Coelho – trio de São Paulo. VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP).

Data: 18 de agosto de 2019. Horário: 19h. Local: Arena Condá, em Chapecó (SC).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Marquinhos Santos projeta evolução da equipe. Ouça o técnico da Chapecoense!
Chapecoense termina 1ª fase do Catarinense Sub-17 com 100% de aproveitamento
Chapecoense perde para o Inter e pode terminar a rodada na lanterna do Brasileirão
Precisamos ter coragem para buscar vitórias, diz Marquinhos. Ouça o técnico da Chape!
Com novo técnico, Chapecoense estreia no returno do Brasileirão contra o Inter no Beira-Rio
As chances de rebaixamento da Chapecoense à Série B
Chapecoense visita o Concórdia pela abertura do Catarinense de Futebol Feminino
Bruno Pacheco se inspira em 2018 na luta para evitar o rebaixamento da Chapecoense
O que dizem os setoristas do Juventude sobre o novo técnico da Chapecoense
Chapecoense conquista duas vitórias consecutivas pela primeira vez no Brasileiro Sub-20