A pedido do jogador, Chapecoense rescinde contrato do lateral direito Bryan

No acordo, clube ficará com 10% dos direitos econômicos do atleta

- Publicidade -
 

O lateral direito Bryan não faz mais parte do grupo de jogadores da Chapecoense. Conforme comunicado emitido pelo clube do Oeste catarinense na tarde desta segunda-feira (4), o encerramento do vínculo foi uma solicitação do próprio atleta.

Bryan, 23 anos, tinha mais um ano de contrato. A ligação com o time verde-branco iria até dezembro de 2020. No acordo firmado para a liberação, o Verdão ficará com 10% dos direitos econômicos em caso de negociação futura. Não foi informado qual será o destino do profissional.

Revelado pelo sub-20 da agremiação, Bryan, que começou a carreira como meia-atacante, era pouco utilizado pelo técnico Marquinhos Santos. A sua última partida foi no empate por 1 a 1 com o Cruzeiro, no dia 13 de outubro, pela Série A do futebol brasileiro. Em 2019, ele entrou em campo 11 vezes e marcou um gol.

Além da Chape, Bryan defendeu o Concórdia, na segunda divisão catarinense de 2016, e o Náutico, na Série C nacional do ano passado. Nos dois casos, atuou por empréstimo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

É outra motivação, afirma Anderson Leite sobre a volta dos treinos presenciais na Chape
Sócio da Chapecoense terá novos descontos em estabelecimentos conveniados
Volante Alan Santos sobre a volta dos treinos na Chapecoense: Muita alegria
Vini Locatelli avalia volta aos gramados: A Chape está nos dando toda a segurança
Técnico Umberto Louzer valoriza marca na Chapecoense: 100 dias é um número expressivo
Avaliações físicas marcam volta dos atletas da Chape ao CT
Dois dos 260 testes para covid-19 na Chape deram positivo. Clube volta a treinar quarta (27)
Preparador físico da Chape diz que é necessário um mês de treinos antes da volta dos jogos
Experiente zagueiro Kadu demonstra otimismo na Chapecoense
Chapecoense testa jogadores para covid-19. Resultados devem sair até o fim de semana