Aeroporto registra aumento de 7,7% em embarques e desembarques em novembro

Dado é referente ao mês de novembro em comparação com o mesmo período de 2018. É a maior variação no número de passageiros do semestre

- Publicidade -
 

Mais de 41 mil passageiros passaram pelo aeroporto Serafim Enoss Bertaso de Chapecó no mês de novembro. O número total foi de 41.630 embarques e desembarques, valor 7,7% maior que no mesmo período de 2018, quando passaram 38,618 mil passageiros.


É a maior variação no volume de passageiros do semestre, que variou entre 3% e 4%, depois de um período de redução após saída da Avianca do mercado.

 

Recuperação

 

O semestre tem sido de recuperação na procura por voos, depois de um início de ano conturbado com o fim das atividades da Avianca no estado. Em maio, a redução chegou a 22%, quando mais de 8 mil passageiros deixaram de utilizar o aeródromo.


A recuperação começou no segundo semestre e em agosto foi registrado aumento de 3,5% com relação ao mesmo período de 2018. No oitavo mês deste ano, foram 39.771 mil pessoas que chegaram ou saíram de Chapecó no período, enquanto em agosto de 2018 foram 38.394 mil.

 

Novo voo da Azul

 

Em setembro, o dado também foi positivo, quando 39.367 mil passageiros que passaram pelo local. O número é quase 4% maior que no mesmo período de 2018, quando passaram pelo terminal 37.860 pessoas.


Ainda em setembro, no dia 9, a companhia Azul começou a operar um novo voo na cidade, com uma aeronave Embraer – com capacidade para 118 passageiros - que decola de Chapecó às 5h em direção a capital catarinense, com previsão de chegada às 5h55. O voo de volta sai de Floripa às 23h55 com previsão de chegada em Chapecó por volta da 1h.

 

Queda em outubro


Depois de dois meses de alta, o mês de outubro teve uma redução na movimentação. Foram  39.238 mil embarques e desembarques, enquanto em 2018 o número chegou a 40.576, uma redução de 3,2%.

 

Mudança no perfil


O superintendente do aeroporto de Chapecó, Eglon Buraseska, explica que em épocas de fim de ano, há uma mudança no perfil dos passageiros que circulam pelo aeroporto. “Durante o ano, 80% dos passageiros são executivos. Ou seja, de pessoas que viajam a trabalho, para reuniões e atividades profissionais. A partir de agora, percebemos um aumento no chamado cliente família. Que é o uso de grupos de parentes que se programaram para viajar para aproveitar as férias e o fim de ano”, explica.

 

Expectativa de crescimento para 2020


Buraseska destaca que a expectativa para 2020 é que o crescimento continue, principalmente a partir do momento que houver a concessão. “Com ela, além do conforto, ampliação de voos, melhorar sistemas de navegação. O cenário é muito positivo para o próximo ano”.


O aeroporto tem área de atuação em uma área que abrange 300 cidades, atendendo a uma população de mais de três milhões de habitantes. A maior aeronave que opera no aeródromo é um Boeing 737800 da Gol, que tem capacidade para 186 passageiros.


Buraseska conta ainda que no dia 24 de dezembro, um Airbus A320 da Azul fará voo para Chapecó pela primeira vez. A aeronave tem capacidade para 164 ocupantes.

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Chapecó encerra o ano com saldo positivo na geração de empregos
11% dos brasileiros terá renda para quitar dívidas no começo de 2020
Comércio de SC registra crescimento de 5% em relação ao Natal de 2018
Consumidores acreditam que o combate ao desemprego deve ser prioridade em 2020
Palestra orienta empreendedores em Chapecó
Comércio encerra 2019 com alta de 2% nas vendas
Sicoob MaxiCrédito apresenta R$ 96,35 milhões de resultado em 2019
Lojistas apostam em crescimento de 15% nas vendas de material escolar em Chapecó
Sine oferece 462 vagas de emprego em São Miguel do Oeste
Número de jovens inadimplentes cai no Brasil