Alan Santos, Kadú e Moisés Ribeiro preocupam os médicos da Chapecoense

Zagueiro sofreu corte na perna e é avaliado. Volantes passam por exames

- Publicidade -
 

Mais uma semana que começa cheia de problemas na Chapecoense. Não bastasse a turbulência causada pela terceira derrota consecutiva na Série A do futebol catarinense, três jogadores passaram a preocupar o departamento médico verde-branco.

De forma oficial, o clube do Oeste atualizou a situação de Kadú, no fim da tarde desta segunda-feira (10). Segundo nota, o defensor sofreu um corte na perna direita durante a partida com o Marcílio Dias, no último domingo (9), fora de casa. “O tratamento foi realizado ainda no vestiário, em Itajaí. O zagueiro encontra-se em avaliação pelo DM”, informou a agremiação. A equipe do técnico Hemerson Maria perdeu o duelo da quinta rodada por 1 a 0.

O caso de Kadú é o único oficializado até o momento pelo Verdão, porém, é o que menos gera angústia. Afinal, a tendência é o jogador poder enfrentar o Criciúma neste sábado (15), às 17h, na Arena Condá, pela sexta rodada do Estadual. Por outro lado, os volantes Alan Santos e Moisés Ribeiro precisaram fazer exames no joelho e aguardam o resultado.

Alan Santos estreou com a camisa da Chape no revés para o Marinheiro, a exemplo de Kadú, mas saiu no intervalo. Depois, foi visto com uma bolsa de gelo no joelho e, ontem, no retorno a Chapecó, passou por ressonância magnética. Também nesta segunda, o volante Moisés Ribeiro, que ainda não voltou a jogar após o fim da suspensão de dois anos por doping na Libertadores, virou preocupação ao deixar o treino dos reservas – os titulares fizeram trabalho regenerativo – com dor no joelho. Será avaliado.

Em tratamento

Outros quatro atletas estão sob cuidados médicos na Chapecoense: o goleiro Elias, com problema muscular no abdômen, o lateral Roberto, com estiramento ligamentar no tornozelo, o volante Ronei, que sentiu o joelho e está em fase final de recuperação, e o atacante Thiago Pato, que teve de operar o joelho.

Má campanha

A Chape ainda não venceu no Catarinão. São dois empates, três derrotas e apenas um gol marcado. O Verdão está em penúltimo lugar, na zona do mata-mata de rebaixamento, faltando quatro rodadas para o fim da primeira fase.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Ezequiel se considera experiente e diz que pode ajudar muito os jovens da Chapecoense
Chapecoense oficializa interesse em contratar o atacante Moisés, do Concórdia
Primeiro compromisso de Umberto Louzer vale prêmio de R$ 1,3 milhão para a Chape
Demitido, técnico Hemerson Maria agradece oportunidade de trabalhar na Chapecoense
Novo técnico da Chapecoense, Umberto Louzer tem aproveitamento superior a 50%
Umberto Louzer é o novo técnico da Chapecoense
Chapecoense anuncia saída do técnico Hemerson Maria
Concórdia goleia Tubarão e empurra Chapecoense para a lanterna do Catarinense
Hemerson Maria pede personalidade ao time da Chape e pensa em alterações. Ouça!
Estou muito envergonhado, diz presidente Paulo Magro sobre a campanha da Chape no Estadual