Amizade e confraternização marcam final da Copa Alfa

Cerca de mil pessoas de nove regionais disputam a oitava edição do evento na AARA

- Publicidade -
 

A Associação Atlética e Recreativa Alfa (AARA) ficou lotada durante o último sábado (19). O motivo? A oitava edição da Copa Alfa – a maior competição para agricultores do Brasil. Seis modalidades estavam em disputa – truco, canastra, bocha feminina, bocha masculina, futebol suíço livre e futebol suíço sênior – e os campeões foram conhecidos durante todo o dia.

Cerca de mil pessoas – entre atletas, familiares e organização – de nove regionais da Cooperativa Agroindustrial Alfa participaram dos jogos finais. Apesar da competitividade dentro de campo ou em cima das mesas, o clima antes e depois das partidas era de alegria e confraternização. “Estou achando o máximo. Não tem preço, porque reúne o pessoal, faz amizade, conhece pessoas de outros lugares. A Alfa está de parabéns”, afirmou o agricultor de Palma Sola, Vanderlei Carlos Pies, de 38 anos.

Para o agricultor da regional de Campo Erê, a competição é apenas uma forma de integrar funcionários e associados da cooperativa. “O pessoal não mede esforços para sair de casa e isso contribui com o trabalho no dia a dia. A gente volta com ânimo”, opinou Pies. Segundo o gerente da filial de Linha São Felix, interior de Caxambu do Sul, a presença nesses eventos é importante. “A gente é funcionário e não pode participar. Então a gente veio para torcer pelos representantes da nossa filial. Ajuda o pessoal e eles se sentem valorizados com o nosso apoio”, finalizou.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Vôlei feminino de Chapecó estreia contra o Itajaí na Superliga Nacional B
Tricampeão mundial de futevôlei, Hiltinho Melo é atração em torneio em Xavantina
Equipe Chapecó Badgers abre espaço para novos atletas de futebol americano
Treinador do Concórdia, Celso Rodrigues aposta no fator local para vencer a Chapecoense
Concórdia sai na frente, mas cede a virada para o Criciúma na estreia no Catarinense
Vôlei feminino de Chapecó em contagem regressiva para a Superliga Nacional B
Contra o Criciúma, Concórdia começa a luta para evitar bate-volta no Campeonato Catarinense
Goleiro de Seara defende a seleção brasileira de handebol em classificatória ao Mundial
Delegação de Concórdia entra na onda do lixo zero em eventos esportivos
Palpitão é atrativo para o torcedor na Série A do futebol catarinense de 2020