Apoio, orientação e acolhimento às mulheres do Oeste

Rede Feminina realiza cerca de 800 exames preventivos por mês, além de contar com diversos serviços de apoio às mulheres com câncer

- Publicidade -
 

Nadia Michaltchuk
nadia@diariodoiguacu.com.br

Um espaço todo cor de rosa, feito especialmente para elas. Fundada em Chapecó no ano de 1982, a Rede Feminina completou 37 anos, no dia 28 de agosto. O principal serviço oferecido pela entidade é a realização de exames preventivos de câncer de colo de útero e exames clínicos da mama. 

>> Últimas informações <<

O local possui um laboratório próprio, que também recebe as lâminas de exames preventivos feitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) do município. Ao todo, o laboratório atende 26 postos de saúde, além da Clínica da Mulher, duas aldeias indígenas e a penitenciária feminina.

Em Chapecó, são realizados em torno de 2 mil exames preventivos por mês. Todos eles são lidos pela Rede Feminina e cerca de 800 são realizados no local. Isso representa 40% do serviço do município. Os exames e as leituras são realizados apenas para mulheres moradoras de Chapecó. Porém, outros serviços são oferecidos para mulheres de toda a região Oeste de Santa Catarina também. 

De acordo com a presidente da Rede Feminina, Rita Ângela Orlandi, o espaço é uma importante ferramenta de apoio e prevenção ao câncer. “É muito importante que as mulheres venham até nós e realizem o exame preventivo. Assim, as chances de cura são muito maiores”, destaca. 

Outros serviços 

Atualmente, cerca de 60 mulheres que já venceram o câncer participam do Programa Viver Melhor (Provim), desenvolvido na Rede Feminina há 20 anos. O Provim realiza encontros, palestras e eventos voltado a este público com o objetivo de prestar apoio psicológico às mulheres. 

Entre os trabalhos desenvolvidos também está o Banco de Perucas. Em parceria com uma empresa de São Paulo e outra de São Miguel do Oeste, a Rede Feminina confecciona perucas e doa às mulheres que estão em tratamento de câncer e perderam o cabelo. Para isso, a Rede recebe doação de mechas de cabelos de no mínimo 20 centímetros, limpos e secos. 

Assim, as mulheres utilizam a peruca e devolvem quando não precisarem mais. Se a peruca estiver em bom estado, é emprestada para outra mulher. Além do cabelo, a Rede Feminina recebe doação de lenços, desde que não sejam feitos de tecidos deslizantes. Assim como as perucas, os lenços são direcionados às mulheres em tratamento. 

Outro serviço oferecido é a doação de próteses mamárias externas. As próteses são semelhantes a sutiãs com enchimento. Elas são doadas para mulheres que fizeram a retirada da mama e não reconstruíram o seio. Cada mulher pode receber uma prótese por ano. Esse serviço é voltado para mulheres de toda a região. 

Ações do Outubro Rosa 

- Vendas de camisetas, pins, cuias, bombas de chimarrão, guarda-chuvas, laços, adesivos para carro, lenços e bolsas;
- Distribuição de folders de orientação sobre prevenção do câncer de mama e de colo de útero para empresas de Chapecó;
 - Palestras em empresas com agendamento de exames. 

Perguntas e respostas 

Onde fica a Rede Feminina?

A Rede Feminina está localizada na Rua Assis Brasil, 372- E, Bairro Maria Goretti.

Qual é o horário de atendimento?

O atendimento é de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Como a Rede Feminina se mantém?

A Rede Feminina se mantém, principalmente, por meio de doações e ações como eventos e pedágios solidários. Além disso, possui um bazar de roupas novas e usadas. As roupas são doadas por voluntários e vendidas por um preço acessível. A entidade também recebe doações de dinheiro e alimentos. 

O que é Outubro Rosa?

Na década de 1990, nasce o movimento conhecido como Outubro Rosa, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. A data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

(Fonte: Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva)


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Diário do Iguaçu encerra campanha do Outubro Rosa com evento e homenagens
As lições que o câncer trouxe para Marina
Reflexão, autoconhecimento e amor próprio
Otimismo ajuda Erci a superar o câncer de mama
Mãe e filha superam o câncer de mama juntas
Os três F’s de Silvana: família, força e fé
Mutirão de cirurgias de reconstrução mamária é lançado em SC
Um novo começo para Greicy
Um motivo para ter fé
Unimed Chapecó realiza workshop de prevenção ao câncer de mama