Em semana pesada, Chape busca vitória sobre o Criciúma para começar nova fase

Equipe do Oeste catarinense ainda não sabe o que é vencer na competição

- Publicidade -
 

Lesões, jogador com varicela, cobranças internas. Enfim, uma semana pesada na Chapecoense. Soma-se aos últimos acontecimentos a má campanha da equipe verde-branca na Série A do futebol catarinense. A situação é ruim, mas o clube do Oeste tem oportunidade de acabar com a turbulência na Arena Condá.

Em penúltimo lugar com apenas dois pontos, o time do técnico Hemerson Maria enfrenta o Criciúma neste sábado (15), às 17h, em Chapecó. Uma vitória, que seria a primeira no Estadual de 2020, dará ânimo para as últimas rodadas da primeira fase. O triunfo também pode tirar o Verdão da zona do mata-mata de rebaixamento. Para isso, o Tubarão precisa perder para o Concórdia, domingo, fora de casa. A desvantagem para a agremiação do Sul do Estado é de três pontos.

A Chape terá de superar desfalques. O goleiro João Ricardo foi diagnosticado com varicela e está em tratamento domiciliar. O volante Alan Santos sofreu estiramento no ligamento colateral medial do joelho esquerdo e em duas semanas saberá se vai precisar passar por cirurgia. Voltando de suspensão de dois anos por doping, o também volante Moisés Ribeiro rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo e será operado – não retorna antes de seis meses.

Dos atletas inscritos no campeonato, já estavam no departamento médico o lateral esquerdo Roberto e o volante Ronei. Outra baixa para encarar o Tigre é o atacante Paulinho Moccelin, expulso na última partida. Em compensação, o goleiro Elias se recuperou de lesão muscular no abdômen e será o imediato de Tiepo; o zagueiro Kadú voltou a treinar nesta sexta após sofrer corte na canela e vai para o jogo; e o centroavante Anselmo Ramon retorna de suspensão e está escalado.

Mudanças

As baixas e os retornos provocam mudanças na escalação, inclusive no esquema tático. Tiepo ganha a vaga de João Ricardo. Na ausência de Alan Santos, Hemerson Maria abre mão do 4-4-2 e opta pelo 4-3-3, com a volta de Anselmo Ramon. Por opção, o treinador saca o lateral direito Matheus Ribeiro e o atacante Aylon para apostar em Marcos Vinícius e Renato – este, apesar de destro, jogará na ponta esquerda. O meia Foguinho, que teve o seu contrato estendido até dezembro de 2023, estará no banco pela primeira vez.

Além dos titulares (confira ficha técnica abaixo), foram relacionados o goleiro Elias, os laterais Matheus Ribeiro e Vinícius Freitas, os zagueiros Joílson e Hiago, o volante Tharlis, os meias Diego Torres e Foguinho e o atacante Aylon. 

Reuniões no vestiário

A derrota para o Marcílio Dias, no domingo passado (9), foi a terceira consecutiva da Chapecoense. O revés em Itajaí desencadeou cobranças internas. O departamento de futebol se reuniu com o grupo de jogadores antes do treinamento de terça-feira para pedir evolução. Os atletas também se reuniram entre eles. As conversas no vestiário do CT da Água Amarela duraram cerca de duas horas.

ADVERSÁRIO

O técnico Roberto Cavalo não pode contar com o volante Foguinho, um dos destaques do Criciúma, e o lateral esquerdo Bruno Oliveira, lesionados, o atacante Andrew, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. No ataque, entra Léo Ceará, e, na esquerda, Wellington, que é zagueiro. No meio, será mantido o esquema 4-4-2 com a ausência de Foguinho. O Tigre busca a vitória para se aproximar da classificação às quartas de final.


CHAPECOENSE x CRICIÚMA

Chapecoense; Tiepo; Marcos Vinícius, Kadú, Derlan e Alan Ruschel; Anderson Leite, Vini Locatelli e Yann Rolim; Ari Moura, Anselmo Ramon e Renato. Técnico: Hemerson Maria.

Criciúma: Paulo Gianezini; Victor Guilherme, Rodrigo Milanez, Fábio e Wellington; Adenilson, Christofer, Eduardo e Carlos César; Léo Ceará e Daniel Cruz. Técnico: Roberto Cavalo.

Arbitragem: Rodrigo D’Alonso Ferreira, auxiliado por Helton Nunes e Henrique Neu Ribeiro.

Data: 15 de fevereiro de 2020. Horário: 17h. Local: Arena Condá, em Chapecó (SC).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Contra embalado Boavista, Chape defende tradição de sempre avançar na 1ª fase da Copa do Brasil
Ezequiel se considera experiente e diz que pode ajudar muito os jovens da Chapecoense
Chapecoense oficializa interesse em contratar o atacante Moisés, do Concórdia
Primeiro compromisso de Umberto Louzer vale prêmio de R$ 1,3 milhão para a Chape
Demitido, técnico Hemerson Maria agradece oportunidade de trabalhar na Chapecoense
Novo técnico da Chapecoense, Umberto Louzer tem aproveitamento superior a 50%
Umberto Louzer é o novo técnico da Chapecoense
Chapecoense anuncia saída do técnico Hemerson Maria
Concórdia goleia Tubarão e empurra Chapecoense para a lanterna do Catarinense
Hemerson Maria pede personalidade ao time da Chape e pensa em alterações. Ouça!