Audiência de conciliação para desocupação da Reitoria da UFFS termina sem avanços

Nova reunião acontece nesta quarta-feira (11) na sede do Ministério Público Federal

- Publicidade -
 

A audiência de conciliação realiza nesta terça-feira (10) entre o movimento de ocupação e a nova Reitoria da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) não apresentou avanços em relação à desocupação do prédio da Reitoria, localizado na avenida Fernando Machado, centro de Chapecó. O encontro durou mais de seis horas na sede da Justiça Federal de Chapecó, com a mediação da juíza federal Heloisa Menegotto Pozenato, da 2ª Vara Federal de Chapecó.

::: Participe do nosso grupo de WhatsApp :::

A reunião contou com a presença de representantes do Ministério Público Federal, e de professores e servidores da UFFS. Não houve decisão a respeito do pedido de reintegração de posse, solicitada pela equipe de transição da nova Reitoria. O único consenso alcançado entre as partes foi que o Conselho Universitário (Consuni) mediará a desocupação do prédio. Uma nova reunião acontece nesta quarta-feira (11), na sede do Ministério Público Federal.

O caso

A sede da Reitoria da UFFS está ocupada por um grupo de estudantes desde o dia 30 de agosto, após a publicação de uma portaria no Diário Oficial da União, no dia anterior, onde o presidente Jair Bolsonaro nomeou o professor Marcelo Recktenvald como novo reitor da Instituição. Os estudantes dizem que a manifestação é por considerar a postura do presidente antidemocrática, uma vez que Recktenvald ficou em terceiro lugar na consulta para reitor.

::: Acompanhe as últimas notícias de Chapecó e região :::

Após a consulta prévia, o Consuni elaborou uma lista tríplice com os nomes, que foi enviado ao Ministério da Educação, sendo Recktenvald o escolhido. Ele foi empossado em cerimônia no dia 4, em Brasília, e está desenvolvendo suas atividades em um gabinete instalado no prédio da Procuradoria-Seccional Federal, no Centro de Chapecó. As atividades no prédio da Reitoria seguem acontecendo, mas só é autorizada a entrada de servidores e acadêmicos no local.

Estudantes acompanharam do lado de fora da sede da Justiça Federal. (Foto: Nadia Michaltchuk/Diário do Iguaçu)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Congresso de Prefeitos inicia nesta terça-feira (24)
PL confirma Elio Cella como pré-candidato em Chapecó
PSDB realiza seminário de preparação para candidaturas de 2020
Ministro promete liberação de R$ 89 milhões para rodovias catarinenses
Docentes da UFFS podem deflagrar greve
Consuni avaliará pedido de destituição do reitor da UFFS
Mesa redonda reúne presidentes de órgãos governamentais de SC
Repasses federais destinados a SC na área da saúde poderão cair 40% em 2020
Defesa Civil interdita sede da Funai em Chapecó
Projeto que altera Fundo Eleitoral é aprovado na Câmara