Azul faz proposta para compra da Avianca

A aquisição será por meio de uma Unidade Produtiva Isolada (UPI). O mecanismo é previsto na Lei de Falências e Recuperações Judiciais

- Publicidade -
 

A companhia aérea Azul informou hoje (11) que assinou uma proposta de aquisição de ativos da Avianca Brasil, que incluem aviões e slots (termo usado na aviação para se referir ao direito de pousar ou decolar em aeroportos congestionados). A aquisição soma US$ 105 milhões.

De acordo com o comunicado, a aquisição envolve o direito de a Azul usar 30 aeronaves Airbus 320 da frota da Avianca Brasil e a cessão de 70 slots de aeroportos hoje ocupados pela Avianca.

Segundo o comunicado ao mercado, a aquisição será por meio de uma Unidade Produtiva Isolada (UPI). O mecanismo é previsto na Lei de Falências e Recuperações Judiciais para venda de ativos rentáveis de companhias que enfrentam problemas financeiros. Pela proposta, a Avianca seria desmembrada e uma parte da empresa constituída por meio de UPI seria comprada pela concorrente.

:::: Acompanhe as principais notícias de Chapecó e região


A proposta não é vinculante, mas pode gerar um aporte considerável de recursos para a Avianca que, desde dezembro, está em recuperação judicial, com dívidas de cerca de R$ 500 milhões.

A Azul informou ainda que o acordo depende de uma diligência sobre os ativos da Avianca. A compra também deve passar pela análise dos órgãos reguladores, dos próprios credores da Avianca. O processo deve durar três meses.

Fonte: Agência Brasil

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Mundo Pet de pássaros movimenta a economia em Chapecó
MP da Liberdade Econômica: O que muda?
Trabalhadores nascidos em agosto já podem sacar o Pis/Pasep
Entrega do troféu O Desbravador será nesta quinta-feira
Saiba como as empresas sobreviverão na nova economia
SC registra 29% de aumento nas exportações de carne suína em 2019
Chapecó tem 83 vagas de emprego pelo Sine
Preço do cesto de produtos básicos cai em Chapecó
Balcão de Empregos está com 205 vagas disponíveis em Chapecó
Faturamento com exportações de carne suína aumentam 23,5% em 2019