Câmara de São Miguel do Oeste instaura CPI

Objetivo é apurar possíveis irregularidades em prestação de serviços de fisioterapia

O presidente da Câmara de Vereadores de São Miguel do Oeste, Everaldo Di Berti (PSD), anunciou terça-feira (14) a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar indícios de irregularidades relacionados à emissão de guias de prestação de serviços de fisioterapia a paciente que já havia falecido no município.

O pedido de criação da CPI é assinado pelos vereadores Vagner Passos (PSD), Vanirto Conrad (PDT), José Giovenardi (PR), Maria Tereza Capra (PT), Silvia Kuhn (MDB) e Gilberto Berté (MDB). Na solicitação, os vereadores justificam que a administração pública realizou processo licitatório, mediante inexigibilidade de licitação.

Últimas notícias

O objeto do edital, dizem eles, era de “credenciamento de profissionais para prestar serviços de fisioterapia destinados aos pacientes da Secretaria Municipal de Saúde de São Miguel do Oeste, conforme prescrição médica, tabela SUS editada pelo Ministério da Saúde e Complementação de acordo com o Anexo I do Edital”.

Irregularidade

Os proponentes da CPI ressaltam que a prefeitura firmou contrato com uma empresa para a prestação dos serviços de fisioterapia, e que, conforme informações apresentadas pela Secretaria de Saúde, há indícios de irregularidade na execução do contrato. Eles citam que, em memorando expedido pela Secretaria, consta que estavam sendo emitidas guias de prestação de serviços de fisioterapia em paciente que já havia falecido.

Indicações

Di Berti anunciou na sessão legislativa que o pedido cumpre os requisitos para a criação da CPI, em especial por conter a assinatura de 1/3 dos membros da Câmara Municipal. Ele deu prazo de 15 dias para que os partidos com representação no Legislativo manifestem sua intenção de indicar membros para compor a CPI.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Prefeitura de São Lourenço confirma obra de asfaltamento
Justiça Eleitoral realiza plantão de cadastramento biométrico neste sábado (25)
Marcilei protocola projeto para redução do Duodécimo
Câmara dos Deputados conclui votação de Medida Provisória
Os órgãos extintos e as Secretarias criadas pela Reforma Administrativa
Texto aprovado pela Alesc agrada o governo do Estado
Diretórios regionais e municipais também são obrigados a investir em candidaturas femininas
Três são condenados por fraude a licitações de Planalto Alegre
Mais um passo para a concessão do aeroporto de Chapecó
Reforma administrativa é aprovada por unanimidade na Alesc