Chape fecha semana com testes no time, Foguinho em coletivo e Kadú aprovado em exames

Meia Diego Torres aceita proposta da diretoria e permanece no clube

- Publicidade -
 

O treino da tarde deste sábado (18) finalizou os trabalhos da Chapecoense nesta semana. A poucos dias da estreia na Série A do futebol catarinense, o técnico Hemerson Maria ainda faz experiências na equipe.

A atividade na Arena Condá, com portões abertos ao torcedor, começou sem novidades no time principal em relação ao dia anterior. O zagueiro Joílson continua com uma dor na panturrilha e foi preservado. Fez apenas uma corrida leve no gramado. Ele realiza tratamento para estar em condições de jogo na rodada de abertura do Estadual.

A vaga de Joílson foi mais uma vez ocupada pelo meia Yann Rolim, com o volante Tharlis improvisado na zaga. Os 11 titulares foram: João Ricardo; Matheus Ribeiro, Tharlis, Derlan e Alan Ruschel; Ronei, Roberto e Yann Rolim; Ari Moura, Anselmo Ramon e Aylon. Alan Ruschel chegou a atuar no meio de campo, com Roberto sendo deslocado para a lateral esquerda. Se Joílson for liberado, Yann Rolim é quem deve ir para o banco.

Hemerson Maria promoveu duas mudanças na segunda parte do treinamento. Os meias Diego Torres e Vinícius Locatelli entraram nos lugares de Yann Rolim e Aylon, que passaram a compor a formação reserva. Diego iniciou pelo lado direito de ataque, depois passou a treinar centralizado. Locatelli começou no meio e terminou pela esquerda, na frente. O atacante Ari Moura ficava hora na esquerda, hora na direita.

O treino deste sábado foi o primeiro de Diego Torres após definir a sua situação na Chapecoense. A ideia da diretoria era emprestar o argentino para diminuir a folha de pagamento, mas, a pedido do técnico Hemerson Maria, voltou aos planos. O meio-campista aceitou a proposta de readequação financeira feita pela agremiação e permanecerá até o fim do contrato, que termina em dezembro deste ano.

A movimentação contou com a presença do jovem Foguinho. O meia de 19 anos treinou entre os reservas no coletivo deste sábado. Ele subiu para o grupo profissional após se destacar na Copa São Paulo de Futebol Júnior – marcou seis gols em cinco jogos. A diretoria tenta ampliar o vínculo com o atleta em mais três anos. O contrato atual termina na metade deste ano.

O zagueiro Kadú vestiu a camisa de treino do Verdão neste sábado. Ele chegou na sexta-feira (17) a Chapecó para fazer exames médicos e foi aprovado. Agora, a comissão técnica avalia a condição física e técnica do defensor de 33 anos, que não atua desde abril de 2019, quando sofreu uma grave contusão na face, defendendo o turco Goztepe – seu último time – e precisou ficar oito meses sem jogar. Neste sábado, trabalhou em separado.

Kadú se dispôs a ser avaliado antes de assinar com o clube do Oeste. A direção buscou informações sobre o jogador e acredita que ele será aprovado nos testes. O zagueiro manteve a forma física sob a orientação de um personal trainer. O atleta, de 1,90 metro de altura, já defendeu Grêmio, Corinthians, Athletico-PR, Vitória, entre outas equipes.

O elenco verde-branco folga neste domingo (19) e volta a trabalhar na segunda (20). A Chape entra em campo na próxima quarta (22) para enfrentar o Avaí, às 21h30, em casa, pela primeira rodada do Catarinão 2020.

Até lá, o departamento de futebol deverá acertar com mais reforços. O clube tenta a contratação do volante Alan Santos, 28 anos, do Tigres, do México, por empréstimo e com salário compartilhado. Também busca pelo menos um atacante de velocidade.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Após rescindir com três, Chapecoense planeja contratar até cinco atletas para a Série B
Defender-se atacando: a proposta de jogo do técnico da Chapecoense, Umberto Louzer
João Ricardo volta aos treinos após se recuperar de varicela. Chape não terá folga no Carnaval
"Ele deixou a gente mais solto", diz Aylon sobre a chegada do novo técnico da Chapecoense
Umberto Louzer sobre a vitória da Chape: Os atletas entenderam, compraram a ideia
Chapecoense vence Boavista, avança na Copa do Brasil e garante prêmio de R$ 1,3 milhão
Contra embalado Boavista, Chape defende tradição de sempre avançar na 1ª fase da Copa do Brasil
Ezequiel se considera experiente e diz que pode ajudar muito os jovens da Chapecoense
Chapecoense oficializa interesse em contratar o atacante Moisés, do Concórdia
Primeiro compromisso de Umberto Louzer vale prêmio de R$ 1,3 milhão para a Chape