Chape formaliza pedido para Federação Catarinense não homologar a final

Clube inicia tentativa de anular a decisão do título contra o Avaí

- Publicidade -
 

O presidente da Chapecoense, Plínio David De Nes Filho, prometeu logo após o jogo, em entrevista coletiva, que iria pedir a anulação da final do Catarinão, contra o Avaí, no último domingo, em Florianópolis. Pois ontem, o clube do Oeste encaminhou o pedido de não homologação do jogo à Federação Catarinense de Futebol (FCF).

O Verdão perdeu o título da edição de 2019 do Estadual nos pênaltis por 4 a 2, depois de empatar em 1 a 1 no tempo normal. A cobrança que deu o troféu ao Leão da Ilha foi de Bruno Pacheco. O lateral esquerdo chutou no travessão, a bola quicou dentro da meta – imagens da TV comprovam –, mas o árbitro Bráulio da Silva Machado deu que ela voltou fora.

O juiz poderia ter revisto o lance no monitor, mas se limitou a conversar com o árbitro de vídeo. Ao site Mix Mídia, Bráulio contou que consultou o VAR pelo rádio para confirmar a decisão do árbitro assistente Hélton Nunes, que estava na linha do gol e disse que a bola quicou fora. O não uso do recurso da imagem pelo árbitro revoltou a todos na Chape.

Maninho De Nes detonou Bráulio da Silva Machado. “Nós não reconhecemos este resultado. Vamos entrar com pedido de cancelamento desta partida, porque nos julgamos no direito, pela falha indecorosa desse árbitro, que pra mim deve ser punido e afastado do futebol brasileiro, por seis meses a um ano”, declarou.

Polêmica do VAR

Nesta segunda-feira, segundo informação do clube, a Chapecoense pediu, formalmente, para a FCF não homologar a finalíssima do Estadual. A agremiação verde-branca protesta com base na má e na não utilização do VAR no pênalti de Bruno Pacheco e em outros lances durante o confronto. O departamento jurídico também acionará o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Federação pedindo a anulação do jogo.

A Chape buscava o sétimo título do Catarinense. Com o vice, o Verdão se igualou às campanhas de 1978, 1991, 1995, 2009, 2013 e 2018. Os avaianos ergueram a taça pela 17ª vez.

>>Confira mais informações sobre a Chape<<

>>Confira o Blog Resenha Esportiva<<

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Chapecoense vence, mas vê Avaí fazer a festa do título estadual sub-20 na Arena Condá
Presidente Maninho se afasta temporariamente do cargo na Chapecoense
Contra o Botafogo, Emerson Cris deve repetir na Chapecoense escalação da vitória sobre o Avaí
CBF dá prazo até 10 de outubro para a entrega da nova iluminação da Arena Condá
Alan Ruschel: Algumas coisas que a gente escuta machuca. Jogador busca novo desafio
Com time alternativo, Chape perde para o Bahia pelo Brasileiro Sub-20 em Xanxerê
Chapecoense empresta Alan Ruschel ao Goiás até o fim de 2019
Chapecoense busca saídas contra crise financeira
Famílias de vítimas da tragédia do voo da Chapecoense se reúnem com Bolsonaro
Chapecoense vence o Avaí e respira no Brasileirão