Chape publica balanço financeiro de janeiro e fevereiro: déficit chega a R$ 1,7 milhão

Direção verde-branca já calculava saldo negativo neste início de temporada. Clube tornou mais visível o portal da transparência no site oficial

- Publicidade -
 

A Chapecoense publicou nesta terça-feira (24) o balanço financeiro dos meses de janeiro e fevereiro de 2020. Os números constam no site oficial do clube, no link Transparência, que agora está fixado no topo da página inicial. O clube do Oeste continua operando no vermelho: o déficit neste período chega a R$ 1.717.537.

O Verdão arrecadou mais que o valor orçado, mas as despesas também ficaram acima do estimado. A agremiação previa as receitas de R$ 1.707.133, em janeiro, e R$ 2.982.283, em fevereiro, mas entraram no caixa R$ 2.322.370, em janeiro, R$ 4.154.969, em fevereiro. Porém, os gastos foram maiores que o previsto pela diretoria. Em janeiro e fevereiro, respectivamente, 3.857.068 e 4.337.808. O orçamento indicava saídas de 3.135.164 (janeiro) e 3.289.664 (fevereiro).

A direção verde-branca já calculava saldo negativo neste início de temporada. De acordo com as previsões de receita e despesa, projetava-se déficit acumulado de R$ 1.735.412 nos dois primeiros meses do ano. O prejuízo foi de R$ 17,8 mil a menos que o projetado. Dos R$ 8.194.876 de custo total da Chape em janeiro e fevereiro, R$ 5.447.882 foram para pagar salários (CLT), direitos de imagem e premiações aos atletas, além dos vencimentos da comissão técnica e do departamento de futebol.

Faz tempo que a Chapecoense não opera no azul. Em 2019, os atrasos nos pagamentos dos jogadores chegaram a nove meses de direitos de imagem e dois de CLT (salário em carteira). Finalizada a temporada, os dirigentes propuseram acordos de parcelamento das dívidas. A maioria dos atletas credores aceitou. Neste ano não há pendências salariais. O total dos débitos da agremiação deverá ser apresentado em abril.


Dentro do portal, é só selecionar a categoria do seu interesse e conferir as informações.


A Chape também divulgou outros números. São 68 jogadores com vínculo profissional, sendo que alguns destes estão emprestados e outros ainda fazem parte das categorias de base. O quadro de sócios Condá conta com 7.253 torcedores. Sócios contribuintes são 306. O clube tem 116 funcionários, 58 polos da escolinha e 28 consulados. Estas informações estão publicadas no site da agremiação, dentro do link Transparência, que agora está mais visível para os visitantes.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Federação Catarinense adia jogos das quartas de final
Chapecoense vence o Avaí no retorno do Campeonato Catarinense
Chapecoense e os consulados de Grêmio e Inter se unem em ação solidária em Chapecó
Vamos torcer juntos pelo Verdão!
É hoje! Jogo entre Chapecoense e Avaí marca o retorno do Catarinão 2020
Chapecoense fará novos exames para covid-19 nos jogadores
Goleiro João Ricardo: temos que manter o sistema defensivo forte
Justiça do trabalho tenta novo acordo entre chapecoense e famílias das vítimas de acidente aéreo
Chape terá torcida interativa para o jogo contra o Avaí
Zagueiro Joílson: será um jogo extremamente diferente