Chape publica balanço financeiro de janeiro e fevereiro: déficit chega a R$ 1,7 milhão

Direção verde-branca já calculava saldo negativo neste início de temporada. Clube tornou mais visível o portal da transparência no site oficial

- Publicidade -
 

A Chapecoense publicou nesta terça-feira (24) o balanço financeiro dos meses de janeiro e fevereiro de 2020. Os números constam no site oficial do clube, no link Transparência, que agora está fixado no topo da página inicial. O clube do Oeste continua operando no vermelho: o déficit neste período chega a R$ 1.717.537.

O Verdão arrecadou mais que o valor orçado, mas as despesas também ficaram acima do estimado. A agremiação previa as receitas de R$ 1.707.133, em janeiro, e R$ 2.982.283, em fevereiro, mas entraram no caixa R$ 2.322.370, em janeiro, R$ 4.154.969, em fevereiro. Porém, os gastos foram maiores que o previsto pela diretoria. Em janeiro e fevereiro, respectivamente, 3.857.068 e 4.337.808. O orçamento indicava saídas de 3.135.164 (janeiro) e 3.289.664 (fevereiro).

A direção verde-branca já calculava saldo negativo neste início de temporada. De acordo com as previsões de receita e despesa, projetava-se déficit acumulado de R$ 1.735.412 nos dois primeiros meses do ano. O prejuízo foi de R$ 17,8 mil a menos que o projetado. Dos R$ 8.194.876 de custo total da Chape em janeiro e fevereiro, R$ 5.447.882 foram para pagar salários (CLT), direitos de imagem e premiações aos atletas, além dos vencimentos da comissão técnica e do departamento de futebol.

Faz tempo que a Chapecoense não opera no azul. Em 2019, os atrasos nos pagamentos dos jogadores chegaram a nove meses de direitos de imagem e dois de CLT (salário em carteira). Finalizada a temporada, os dirigentes propuseram acordos de parcelamento das dívidas. A maioria dos atletas credores aceitou. Neste ano não há pendências salariais. O total dos débitos da agremiação deverá ser apresentado em abril.


Dentro do portal, é só selecionar a categoria do seu interesse e conferir as informações.


A Chape também divulgou outros números. São 68 jogadores com vínculo profissional, sendo que alguns destes estão emprestados e outros ainda fazem parte das categorias de base. O quadro de sócios Condá conta com 7.253 torcedores. Sócios contribuintes são 306. O clube tem 116 funcionários, 58 polos da escolinha e 28 consulados. Estas informações estão publicadas no site da agremiação, dentro do link Transparência, que agora está mais visível para os visitantes.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Chapecoense dá férias aos atletas e não deverá voltar a jogar antes do dia 10 de maio
"Quarentena não é férias", diz fisiologista da Chapecoense. Atletas fazem atividades em casa
Chape publica balanço financeiro de janeiro e fevereiro: déficit chega a R$ 1,7 milhão
Técnico da Chapecoense usa quarentena para avaliar rendimento do time
Chapecoense encaminha reforços para a Série B, mas espera para bater martelo
#FiqueEmCasa. Chapecoense faz campanha de prevenção contra o novo coronavírus
Atenção, torcedor! Chapecoense suspende atendimento presencial na central do sócio
Chape suspende treinos por conta do coronavírus! Médicos do clube falam sobre o assunto
Jogadores da Chape voltam aos treinos, mas programação da semana pode ser cancelada
Chapecoense vence Tubarão, se classifica e vai enfrentar o Avaí nas quartas de final