Chape tem chance de dar o troco no Figueira pouco mais de um ano após derrota na final

Verdão perdeu o título do Catarinense 2018 em casa para o Alvinegro

Pouco mais de um ano depois, a Chapecoense volta a receber o Figueirense por um jogo decisivo da Série A do futebol catarinense. No dia 8 de abril de 2018, o clube do Oeste perdeu o título em casa, ao levar 2 a 0 do Alvinegro. Neste domingo (14), os dois clubes se reencontram na Arena Condá, às 16h, pela semifinal do Estadual 2019. O finalista será conhecido em partida única. É uma chance para a agremiação verde-branca dar o troco no Figueira.

Cinco jogadores que entraram em campo na final do Catarinão passado continuam na Chapecoense: o zagueiro Douglas, os laterais Eduardo e Bruno Pacheco e os volantes Márcio Araújo e Amaral. Destes, apenas o último não será titular neste fim de semana. No Figueirense, dos que jogaram aquele confronto, também poucos permanecem: o goleiro Denis, o zagueiro Pereira e os volantes Zé Antônio e Betinho (este é desfalque, por lesão). Os treinadores também são diferentes: no Verdão era Gilson Kleina, hoje Ney Franco; no Alvinegro era Milton Cruz, hoje Hemerson Maria.

Ney Franco deve fazer apenas uma mudança no time em relação à vitória por 2 a 0 sobre o Criciúma, quarta-feira, no Sul, pela Copa do Brasil. Fora do Estadual por não estar inscrito, o goleiro Vagner dá lugar ao jovem Tiepo, 21 anos. Igor Campos, 20 anos, é o imediato. João Ricardo continua ausente das atividades por ser flagrado em exame antidoping do torneio nacional. O outro arqueiro do grupo, Elias segue se recuperando de uma pancada no joelho sofrida quando ainda defendia o Vitória.

Fórmula de disputa

A Chapecoense terminou a primeira fase em segundo lugar com 32 pontos, uma posição à frente do Figueirense pelo número de vitórias, e, por isso, jogará a semifinal como mandante. Esta é a única vantagem do Verdão. Em caso de empate no tempo normal, a vaga à final será decidida nos pênaltis. A julgar pelo retrospecto, a chance de penalidades é grande. Chape e Figueira empataram nas duas vezes em que se enfrentaram neste ano: 0 a 0, em Chapecó, e 3 a 3, em Florianópolis.

O vencedor de Chapecoense x Figueirense disputará a taça, em jogo único, contra o ganhador de Avaí x Criciúma. O duelo no estádio da Ressacada, na capital do Estado, também está marcado para as 16h deste domingo. Por ter feito melhor campanha, o Leão decidirá o troféu diante do seu torcedor em caso de classificação. Se o Tigre avançar, o campeão será conhecido na Arena Condá ou no estádio Orlando Scarpelli. Haverá árbitro de vídeo na semifinal e na final.

 

CHAPECOENSE x FIGUEIRENSE

Chapecoense: Tiepo; Eduardo, Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Elicarlos e Gustavo Campanharo; Victor Andrade, Everaldo e Rildo. Técnico: Ney Franco.

Figueirense: Denis; Alemão Teixeira, Pereira, Ruan Renato e Matheus Destro; Zé Antônio, Júlio Rusch e Juninho; Alípio, Willian Popp e Matheus Lucas. Técnico: Hemerson Maria.

Arbitragem: Rodrigo D’Alonso Ferreira, auxiliado por Kleber Lúcio Gil e Alex dos Santos. VAR: Thiago Peixoto. A-VAR: Carlos Berkenbrock.

Data: 14 de abril de 2019. Horário: 16h. Local: Arena Condá, em Chapecó (SC).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Chapecoense é eliminada pelo Corinthians na Copa do Brasil. Agora, tudo é Brasileirão
Chape perde para o América-MG e sofre a primeira derrota no Brasileiro Sub-17
Campeonato Catarinense ainda não tem campeão. Processo de anulação da final em andamento
Chape enfrenta o Corinthians, em SP, pela Copa do Brasil. Em jogo, vaga às oitavas e R$ 2,5 milhões
Sub-17 da Chapecoense visita o América-MG pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro
Último técnico demitido pela Chapecoense, Claudinei Oliveira assume comando do Goiás
Chapecoense e Havan renovam parceria por mais duas temporadas
Chape formaliza pedido para Federação Catarinense não homologar a final
Chapecoense divulga os preços dos ingressos para estreia no Brasileirão contra o Inter
Técnico da Chape ironiza mau uso do VAR na final e lamenta invasão de torcedores no campo