Chapecó é a terceira força do esporte amador de Santa Catarina, diz secretário municipal

Ivan Carlos justifica afirmação com base nas colocações dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), Joguinhos e Parajasc, nesta temporada

- Publicidade -
 

A delegação de Chapecó caiu duas posições na classificação geral dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC) de 2019, disputados em Indaial, Pomerode e Timbó, na região do Vale do Itajaí, no comparativo com a edição do ano passado, em Caçador, no Meio Oeste. De terceiro desceu para o quinto lugar. Também somou 52 pontos a menos: de 158 a 106.

Apesar da queda na tabela, o secretário municipal de Juventude, Esporte e Lazer, Ivan Carlos Agnoletto, aprovou o desempenho da maior cidade do Oeste catarinense no evento encerrado no último domingo (10). “Permanecemos entre os cinco melhores, beliscamos a quarta colocação e, em uma combinação de resultados, poderíamos ter repetido a terceira colocação de 2018”, disse o dirigente, reforçando que o objetivo era continuar no Top dos JASC.

Ivan Carlos diz que Chapecó foi prejudicada no “Tapetão”. Os cinco primeiros do futebol feminino acabaram excluídos pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD/SC), alegando irregularidades nas equipes. As chapecoenses ficariam pelo menos entre as quatro primeiras, estavam na semifinal, e somariam pontos para o município.

Nas contas do secretário, Chapecó terminaria pelo menos em quarto lugar na pontuação geral dos Jogos Abertos se não houvesse, segundo ele, “judicialização” nesta modalidade. Ivan Carlos discordou da decisão jurídica e lamentou o ocorrido. O título do futebol feminino ficou com a sexta colocada, Blumenau, cidade que foi a campeão geral dos JASC. Na sequência, Balneário Camboriú e Florianópolis, que com este terceiro lugar terminou à frente dos chapecoenses na pontuação final dos jogos.

“Estamos muito felizes”

Chapecó é destaque no esporte e no paradesporto do Estado. “Fizemos a média com a nossa comissão técnica, e Chapecó é a terceira  força do esporte amador de Santa Catarina. Chapecó foi campeão nos Joguinhos, terceiro nos Parajasc, quinto nos JASC. São nove colocações. Se você dividir pelas três competições, vai se chegar à condição que Chapecó é a terceira maior força do esporte amador de SC”, disse Ivan.

“Estamos muito felizes pelo comportamento de Chapecó em mais uma competição, tendo o oitavo orçamento entre os municípios que mais investem em Santa Catarina. Há municípios que priorizam algumas modalidades para buscar colocação nos JASC. Chapecó briga para levar o maior número de modalidades, até porque esse é o espelho verdadeiro daquilo que se planta, o projeto Atleta do Futuro”, concluiu.

Pontuação

Além dos 106 pontos, os chapecoenses conquistaram 46 medalhas – 13 ouros, 19 pratas e 14 bronzes – e 12 troféus – três de campeão, cinco de vice e quatro de terceiro. Chapecó também faturou um troféu no muay thai feminino, mas a modalidade, por ser de apresentação, não contava pontos para a classificação geral. Os chapecoenses ficaram atrás de Florianópolis (108), São José (138), Itajaí (170) e Blumenau (228).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Campeonato Catarinense segue suspenso por 14 dias
Equipe de Tiro ao prato de Chapecó está de volta aos treinos
Diretriz técnica da FCF regulamenta presença de competidores e imprensa na volta do Catarinão
Catarinão 2020: Jogos têm datas e horários alterados
“Vamos trabalhar para manter o Galo na elite do campeonato”, afirma preparador físico, Lucas Picolotto
Felipe Tozzo tem experiência inédita e positiva na copa truck
Chapecoense Felipe Tozzo na Copa Truck
Meia Warley fica no Galo do Oeste até final de 2021
Antonella Bassani está entre as 20 selecionadas para Mundial da FIA e Ferrari para jovens pilotos na Europa
Atleta do handebol de Concórdia, Sabri Fiore fecha contrato com time espanhol BM La Calzada