Chapecó e São Miguel do Oeste receberão novas ambulâncias para o Samu

Ao todo, 18 novos veículos renovarão 80% da frota de SC. Cada ambulância custou R$ 199 mil e gasto total com a compra das 18 unidades passou de R$ 3,3 milhões

- Publicidade -
 

Chapecó e São Miguel do Oeste estão entre 18 cidades catarinenses que receberão novas ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), do tipo Unidade de Suporte Avançado (USA), também chamada de UTI Móvel. A entrega dos novos veículos foi realizada na manhã desta sexta-feira (19) em Florianópolis. 

>> Últimas notícias <<

De acordo com o Governo de SC, as 18 novas unidades representam uma renovação de 80% da frota de UTIs móveis que atendem a população catarinense. O valor para a compra das novas ambulâncias para o Samu é de emendas parlamentares dos deputados Rogério Mendonça e Carmen Zanotto, além de uma destinação por iniciativa própria do Governo Federal, via Ministério da Saúde.

O processo de compra das ambulâncias foi conduzido pelo Governo do Estado. Ao comprar uma maior quantidade de veículos de uma única vez, gerou uma economia e da isenção de ICMS, fatores que não existiriam se o processo fosse realizado individualmente por município. Com os custos menores, foi possível comprar mais veículos. O governador Carlos Moisés destacou o trabalho feito pelo Estado para melhorar as licitações, tornando-as mais abertas à concorrência e vantajosas para os cofres públicos.

“O Estado compra melhor se fizer em conjunto, de uma vez só, trabalhando tecnicamente para isentar os tributos quando possível”, afirmou Moisés. Um exemplo dessa melhoria, conforme o governador, é a aquisição de oxigênio para uso medicinal, cujo custo caiu de R$ 24 milhões para R$ 12 milhões neste ano, sem mudar a quantidade comprada.

Veículos custaram R$ 3,3 milhões

As cidades que contam com os novos veículos são Araranguá, Blumenau, Caçador, Canoinhas, Chapecó, Criciúma, Curitibanos, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville, Lages, Mafra, Palhoça, Rio do Sul, São Joaquim, São José e São Miguel do Oeste. O investimento em cada ambulância foi de aproximadamente R$ 199 mil, totalizando cerca de R$ 3,3 milhões.

Conforme o diretor do Samu, Giovanni Augusto Kemper, a renovação da frota ajuda em um processo de melhoria do atendimento. "Com a qualidade dos novos veículos, além do profissional, o catarinense que necessita do Samu é acolhido da melhor forma possível", considera.

Integração dos suportes básico e avançado

O secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, destacou que somente no primeiro semestre de 2019, foram registradas mais de 170 mil ocorrências, das quais 80 mil precisaram de deslocamento de ambulâncias. “Tanto o suporte básico quanto o suporte avançado prestam um serviço de muita importância num momento em que a população precisa. Os novos veículos trazem maior segurança e confiabilidade”, disse.

Durante a cerimônia, ele disse ainda que as unidades de suporte básico, que hoje estão sob responsabilidade dos municípios, também passarão a integrar o Samu estadual, sob gestão da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, da mesma forma como já ocorre com o suporte avançado. 


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Motorista perde controle da direção, sai da pista e bate em árvore em Descanso
Depósito é destruído pelo fogo em Chapecó
“Meu propósito foi cumprido e agora é hora de começar outro ciclo”, diz delegado Wagner Meirelles
Incêndio atinge galpão, máquina agrícola, carro e casa no interior de Chapecó
Curso sobre direito à moradia digna é ministrado em Chapecó
Carro capota no centro de Chapecó
Caminhão impróprio para transporte de gado é interceptado em SC
Carro é apreendido com interruptor doméstico improvisado para acender faróis
Prefeitura e moradores recolhem 2,7 toneladas de lixo e recuperam área no Goio-En
Professor Élio Maldaner de Chapecó, recebe o título Mérito Educacional