Chapecó fica na Superliga B Nacional de Vôlei. Torneio termina sem rebaixamento

Campeonato é encerrado por conta do novo coronavírus

- Publicidade -
 

Está encerrada a Superliga Nacional B de Vôlei Feminino. A decisão foi tomada em reunião por videoconferência, envolvendo a diretoria a Confederação Brasileira de Volei e os clubes, na manhã desta quarta-feira (18). Com isso, os jogos dos playoffs estão cancelados, por conta da pandemia do novo coronavírus, e fica valendo a classificação da primeira fase. Não haverá rebaixamento para a Superliga C, ao contrário do que previa o regulamento.

A Associação Chapecoense de Vôlei participou da competição, que reuniu oito equipes e rebaixava os dois últimos. O time do Oeste catarinense terminou a etapa classificatória em sétimo lugar, penúltimo, mas permanecerá na segunda divisão. “Sem descenso. Apresentamos uma alternativa para que todos permaneçam para o ano que vem”, disse o coordenador da agremiação de Chapecó, Fernando Piccoli. O pedido foi aceito.

A ACV/PMC/Chape/Unochapecó enfrentaria nos mata-matas o vice-líder Itajaí Vôlei. As chapecoenses, que venceram apenas uma das sete partidas que disputaram e terminaram à frente somente do Sport (PE), teriam de superar o adversário para escapar da queda à Superliga C, em função da campanha na primeira parte do torneio.

“Pensamos acima de tudo na saúde dos envolvidos. Entendemos que, pelo bem de todos, o melhor seria pelo encerramento do campeonato justamente pela indefinição do que está por acontecer. Apresentamos essa proposta e tivemos a aprovação dos clubes. Então, a Superliga B feminina 2020 está finalizada respeitando a classificação de momento”, explicou o superintendente de competições de quadra da CBV, Renato D’Avila.

Com a definição, a classificação final da temporada 2020 da Superliga B feminina será a do momento, nesta ordem: Brasília Vôlei (DF), Itajaí Vôlei (SC), ADC Bradesco (SP), São José dos Pinhais (PR), Bluvôlei/FURB/SME (SC), FEAC/AFV Franca (SP), ACV/PMC/Chape/Unochapecó (SC) e Sport (PE). Os dois primeiros garantiram acesso à próxima Superliga A. Houve acesso, mas não rebaixamento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Federação sinaliza volta da Série A do Catarinense ao publicar regulamento da Segundona
Técnico catarinense cria projeto de apoio aos profissionais do futebol durante a pandemia
Melhor jogador de futsal do mundo é chapecoense: Parabéns, Ferrão!
Olimpíada e Paralimpíada do Japão já têm datas marcadas para o próximo ano
Presidente da Fesporte faz apelo para as prefeituras continuarem apoiando os atletas
Destaque do atletismo, Darlan Romani, de Concórdia, aprova adiamento da Olimpíada
Jogos olímpicos e paralímpicos de Tóquio são adiados
Dirigentes de Inter e Grêmio estão com o novo coronavírus
Atletas da ginástica rítmica de Chapecó recebem treinos por WhatsApp para manter ritmo
Clubes do futebol catarinense oferecem estrutura ao governo no combate ao coronavírus