Chapecoense estreia no Estadual com empate sem gol diante do Avaí na Arena Condá

Apesar da insistência, time do Oeste ficou no 0 a 0 em casa

- Publicidade -
 

Placar zerado na primeira partida da Arena Condá em 2020. A Chapecoense bem que tentou, mas não conseguiu furar a marcação do Avaí. O clube do Oeste ficou no 0 a 0, na noite desta quarta-feira (22), pela primeira rodada da Série A do futebol catarinense.

Os donos da casa insistiram mais no primeiro tempo. O estreante Ari Moura era a válvula de escape do Verdão. Ele deu trabalho à defesa avaiana pelo lado direito de ataque. Apesar de ter maior volume de jogo, o time anfitrião não criou grandes oportunidades. Faltaram jogadas de infiltração.

O Leão da Ilha, por sua vez, ficou postado atrás esperando um erro do adversário para levar perigo. Os visitantes até balançaram a rede aos nove minutos, mas a arbitragem deu impedimento. Dois minutos, Valdívia obrigou João Ricardo a ceder escanteio.

A segunda etapa começou com o mesmo panorama de antes do intervalo. A Chape tomando a iniciativa, mais à vontade em campo. O time azurra se manteve recuado, esperando o momento certo para dar o bote. E quase deu nos primeiros minutos quando Tharlis errou um passe na saída de bola. Por sorte, Bruno Silva não aproveitou.

A busca pelo gol era mais intensa por parte da equipe treinada por Hemerson Maria, que estreava na Chapecoense. Entretanto, o Verdão encontrou dificuldade para passar pelo sistema defensivo do rival. Os pouco mais de 4 mil torcedores no estádio deixaram as arquibancadas sem comemorar.

A agremiação verde-branca continua na região. O próximo compromisso será contra o Concórdia, neste sábado (25), às 17h, no estádio Domingos Machado de Lima, o reduto do Galo. O confronto vale pela segunda rodada do Catarinão.

 

CHAPECOENSE x AVAÍ

Chapecoense: João Ricardo; Matheus Ribeiro, Joílson, Derlan e Alan Ruschel; Tharlis, Ronei (Yann Rolim) e Roberto; Ari Moura, Anselmo Ramon (Alan Sebastião) e Aylon (Vini Locatelli). Técnico: Hemerson Maria.

Avaí: Lucas Frigeri; Betão, Airton e Zé Marcos; Lourenço (Arnaldo), Pedro Castro, Wesley, Valdívia, Luan Pereira (Bruno Silva) e Capa; Jonathan (Alemão). Técnico: Augusto Inácio.

Arbitragem: Ramon Abatti Abel, auxiliado por Alexandre de Medeiros Lodetti e Clair Dapper.

Cartões amarelos: Tharlis (A); Zé Marcos e Wesley (A).

Público: 4.234 (total). Renda: R$ 66.025,00.

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC). Data: 22 de janeiro de 2020.

 

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

7 min – Avaí: Valdívia aproveita o espaço dado pela defesa e bate rasteiro de fora da área. João Ricardo cede escanteio.

28 min – Chapecoense: Ronei sobe pela direita e faz o cruzamento para Anselmo Ramon, que por pouco não chega para empurrar ao gol.

37 min – Chapecoense: Alan Ruschel experimenta de muito longe e pega bem na bola. Lucas Frigeri espalma, quase é surpreendido.

Segundo tempo

22 min – Avaí: Valdívia tentou mais uma vez de fora da grande área. A bola passa perto da meta defendida por João Ricardo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Chapecoense vence Boavista, avança na Copa do Brasil e garante prêmio de R$ 1,3 milhão
Contra embalado Boavista, Chape defende tradição de sempre avançar na 1ª fase da Copa do Brasil
Ezequiel se considera experiente e diz que pode ajudar muito os jovens da Chapecoense
Chapecoense oficializa interesse em contratar o atacante Moisés, do Concórdia
Primeiro compromisso de Umberto Louzer vale prêmio de R$ 1,3 milhão para a Chape
Demitido, técnico Hemerson Maria agradece oportunidade de trabalhar na Chapecoense
Novo técnico da Chapecoense, Umberto Louzer tem aproveitamento superior a 50%
Umberto Louzer é o novo técnico da Chapecoense
Chapecoense anuncia saída do técnico Hemerson Maria
Concórdia goleia Tubarão e empurra Chapecoense para a lanterna do Catarinense