Chapecoense se despede com vitória da Arena Condá na Série A do futebol brasileiro

Time do Oeste catarinense domina o CSA e vence pelo placar de 3 a 0

- Publicidade -
 

O torcedor da Chapecoense já pensa em 2020 e projeta uma temporada de sucesso, bem diferente desta. “Voltaremos”, anunciava a faixa colocada nas grades da Arena Condá, na noite desta quarta-feira (4). O clube do Oeste catarinense fez seu último jogo como integrante da Série A do futebol brasileiro em Chapecó. Rebaixado, o time do técnico Marquinhos Santos ao menos se despediu com estilo de sua torcida, goleando o CSA por 3 a 0, pela penúltima rodada (37ª). O resultou rebaixou os alagoanos.

Cerca de 2,4 mil torcedores ignoraram o mau tempo e foram ao estádio. Quem entrou atrasado não viu a abertura do placar. Logo a um minuto, Gustavo Campanharo recebeu de Renato Kayzer e finalizou com categoria para a rede. Gol em jogada bem trabalhada. Parecia ser a senha de uma partida elétrica. Ledo engano. Os dois times se preocuparam em tocar a bola, em ritmo de amistoso. O Verdão não tinha mais possibilidade de fugir do rebaixamento, enquanto o Azulão dependia de um milagre. Algumas chances foram criadas, mas o marcador não mudou.

No intervalo, a grande atração do duelo: o sorteio de um FIAT Mobi 0 km entre os torcedores presentes nas arquibancadas. O sortudo da promoção da CBF foi Claudinei Devilla, que pôde voltar para casa de carro novo. Com a bola rolando, a Chape ficou de dona do confronto a partir dos 10 minutos. João Vitor levou o segundo cartão amarelo e acabou expulso. O domínio verde-branco se estabeleceu, e o segundo gol não demorou a sair. Aos 13, Arthur Gomes ampliou a vantagem dos anfitriões. A superioridade era tanta que Maurício Gomes, de Gomes, fez o terceiro.

A Chapecoense, que foi para 31 pontos e continua em penúltimo lugar – atrás do CSA, que tem 32 –, tem mais um compromisso pelo Brasileirão. Neste domingo (8), enfrenta o Vasco às 16h, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

 

CHAPECOENSE 3x0 CSA

Chapecoense: João Ricardo; Eduardo, Maurício Ramos, Amaral e Caíque Sá; Tharlis, Márcio Araújo, Gustavo Campanharo (Diego Torres) e Vini Locatelli (Ronei); Renato Kayzer e Dalberto (Arthur Gomes). Técnico: Marquinhos Santos.

CSA: Jordi; Dawhan, Lucas Dias, Luciano Castán e Rafinha; João Victor, Nilton, Jean Cléber e Jonatan Gómez (Matheus Prado); Bustamante (Bruno Alves) e Ricardo Bueno. Técnico: Jacozinho (interino).

Arbitragem: Alexandre Vargas Tavares de Jesus, auxiliado por Luiz Claudio Regazone e Michael Correia – trio do Rio de Janeiro. VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ).

Gols: Gustavo Campanharo (Ch), a 1 do 1º tempo; Arthur Gomes (Ch), aos 13, e Maurício Ramos (Ch), aos 33 minutos do 2º tempo.

Cartões amarelos: Gustavo Campanharo (Ch); João Victor e Jean Cléber (Cs).

Cartão vermelho: João Vitor (Cs), aos 10 minutos do 2º tempo.

Público: 2.411 (total). Renda: R$ 40.670,00.

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC). Data: 4 de dezembro de 2019.

 

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

GOL! 1 min – Chapecoense: Renato Kayzer recebe de Eduardo em cobrança de lateral e dá bom passe para Gustavo Campanharo, que invadiu a grande área e bateu sem chance de defesa para Jordi.

20 min – Chapecoense: Gustavo Campanharo encontra espaço e bate rasteiro de fora da grande área. Jordi se atira no canto para desviar a escanteio.

28 min – Chapecoense: Eduardo capricha no cruzamento para Dalberto. Mesmo sem marcação na grande área, o atacante pega mal na bola e manda para fora.

34 min – CSA: Após escanteio cobrado por Rafinha, Jean Cleber vence disputa pelo alto e cabeceia em direção ao gol. A bola sobe e sai.

41 min – CSA: Em escanteio pela direita, Rafinha cobra de perna esquerda, em curva, e quase surpreende João Ricardo, que afasta de soco.

46 min – CSA: Falta sobre Ricardo Bueno perto da grande área. Rafinha solta a bomba e João Ricardo, com dificuldade, manda para escanteio.

Segundo tempo

4 min – Chapecoense: Renato Kayzer se livra dos marcadores e arrisca o chute de fora da grande área. A bola passa perto da trave direita de Jordi.

GOL! 13 min – Chapecoense: Após boa troca de passes pelo lado direito, Eduardo cruza rasteiro para a grande área e encontra Arthur Gomes, que domina com liberdade e chuta para a rede.

27 min – CSA: Jean Cléber aparece pela direita e descola cruzamento para Ricardo Bueno bater de primeira. João Ricardo defende no reflexo.

GOL! 33 min – CSA: Diego Torres cobra escanteio pela direita na medida, com efeito “procurante”, e encontra Maurício Ramos, que fuzila de cabeça para vencer Jordi e estufar a rede.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Vai ser minha volta por cima”, garante o zagueiro Joílson sobre temporada na Chapecoense
Chapecoense dá férias aos atletas e não deverá voltar a jogar antes do dia 10 de maio
"Quarentena não é férias", diz fisiologista da Chapecoense. Atletas fazem atividades em casa
Chape publica balanço financeiro de janeiro e fevereiro: déficit chega a R$ 1,7 milhão
Técnico da Chapecoense usa quarentena para avaliar rendimento do time
Chapecoense encaminha reforços para a Série B, mas espera para bater martelo
#FiqueEmCasa. Chapecoense faz campanha de prevenção contra o novo coronavírus
Atenção, torcedor! Chapecoense suspende atendimento presencial na central do sócio
Chape suspende treinos por conta do coronavírus! Médicos do clube falam sobre o assunto
Jogadores da Chape voltam aos treinos, mas programação da semana pode ser cancelada