Chapecoense tenta chegar à quinta final consecutiva do Campeonato Catarinense

Time do Oeste estreia nesta quarta-feira (22) contra o Avaí, em casa

- Publicidade -
 

O objetivo da Chapecoense, conforme a diretoria, é ficar entre os quatro primeiros na Série A do futebol catarinense. Meta modesta justificada pela fase de readequação financeira e estrutural vivida pelo clube após o rebaixamento à Série B nacional. Porém, o trabalho é realizado para ir além. O Verdão vai tentar chegar à sua quinta final consecutiva no Catarinense. Foi campeão em 2016 e em 2017, além de 1977, 1996, 2007 e 2011, e acabou em segundo em 2018 e 2019.

Para levar a Chape a mais uma decisão de título, Hemerson Maria terá o desafio de entrosar um time modificado. Dos 11 titulares desta quarta-feira, apenas quatro terminaram 2020 na Arena Condá: João Ricardo, Tharlis, Ronei e Roberto. Três retornam de empréstimos: Joílson (São Bento), Alan Ruschel (Goiás) e Aylon (Atlético-GO). Quatro são novos contratados: Matheus Ribeiro (Santos), Derlan (Criciúma), Ari Moura (Brasil-Pel) e Anselmo Ramon (Vitória).

Para a estreia contra o Avaí, nesta quarta-feira (22), às 21h30, na Arena Condá, Hemerson optou por uma equipe mais intensa e marcadora na hora de definir a escalação para a estreia. Por isso, preteriu os meias (Diego Torres, Vini Locatelli e Yan Rolim). A tendência é pelo menos um destes se tornar titular durante o Estadual, mas Hemerson ainda busca o posicionamento ideal.

Adversário

O clima esquentou no Avaí após a derrota para o Brusque por 2 a 0, em casa, no último sábado (18), pela decisão da Recopa Catarinense. A equipe da capital causou impressão ruim em sua estreia. Depois do jogo houve bate-boca entre o presidente do clube, Francisco Battistotti.

Em entrevista ao jornal A Bola, de Portugal, o técnico português Augusto Inácio reclamou da falta de opções no elenco. “Sou português, sei que a expectativa é bastante grande. Mas se sentir que não vem mais ninguém, o melhor é dar o lugar a outro. Os portugueses podem ser bons, mas não fazem milagres”, disse. O Leão contratou jogadores com Bruno Silva, Valdívia e Rildo e é apontado como favorito ao título do Estadual de 2020.

O Avaí pode ter a reestreia do volante Bruno Silva, que se recuperou de lesão e viajou com a delegação. Uma possibilidade é a entrada no lugar de Lourenço. O zagueiro Rafael Pereira sentiu o joelho e deve ficar fora. Airton é a opção. O atacante Rildo também não joga por estar sob cuidados do departamento médico.

CHAPECOENSE x AVAÍ

Chapecoense: João Ricardo; Matheus Ribeiro, Joílson, Derlan e Alan Ruschel; Tharlis, Ronei e Roberto; Ari Moura, Anselmo Ramon e Aylon. Técnico: Hemerson Maria.

Avaí: Lucas Frigeri; Arnaldo, Airton, Betão e Capa; Pedro Castro, Bruno Silva, Wesley e Valdívia; Alemão e Jonathan. Técnico: Augusto Inácio.

Arbitragem: Ramon Abatti Abel, auxiliado por Alexandre de Medeiros Lodetti e Clair Dapper.

Data: 22 de janeiro de 2020. Horário: 21h30. Local: Arena Condá, em Chapecó (SC).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Chapecoense vence Boavista, avança na Copa do Brasil e garante prêmio de R$ 1,3 milhão
Contra embalado Boavista, Chape defende tradição de sempre avançar na 1ª fase da Copa do Brasil
Ezequiel se considera experiente e diz que pode ajudar muito os jovens da Chapecoense
Chapecoense oficializa interesse em contratar o atacante Moisés, do Concórdia
Primeiro compromisso de Umberto Louzer vale prêmio de R$ 1,3 milhão para a Chape
Demitido, técnico Hemerson Maria agradece oportunidade de trabalhar na Chapecoense
Novo técnico da Chapecoense, Umberto Louzer tem aproveitamento superior a 50%
Umberto Louzer é o novo técnico da Chapecoense
Chapecoense anuncia saída do técnico Hemerson Maria
Concórdia goleia Tubarão e empurra Chapecoense para a lanterna do Catarinense