Chapecoense vai pedir anulação da final. Presidente do clube quer punição ao árbitro

Plínio David De Nes diz não reconhecer o resultado contra o Avaí

A Série A do futebol catarinense de 2019 terminou com polêmica neste domingo (21), no estádio da Ressacada, em Florianópolis. Imagens congeladas mostram que o lateral esquerdo Bruno Pacheco, da Chapecoense, fez gol na disputa por pênaltis na final contra o Avaí, mas o árbitro Bráulio da Silva Machado entendeu que a bola correu por fora, não por dentro, após bater na trave.

O juiz de campo conversou com o VAR e resolveu apontar como cobrança desperdiçada. Após o erro, o Leão comemorou o título. Ele poderia também conferir o lance no monitor, mas tomou a decisão sem utilizar o recurso do vídeo. Os jogadores, a comissão técnica e a diretoria do Verdão reclamaram muito da conduta de Bráulio da Silva Machado.

O presidente da Chape, Plínio David De Nes Filho, o Maninho, detonou a arbitragem, dizendo que não reconhece a derrota nas penalidades - 4 a 2, após 1 a 1 no tempo normal - e vai pedir na Justiça Desportiva a anulação da partida.

O time do Oeste sequer ficou no campo para receber o troféu de vice-campeão após o jogo. A invasão de torcedores avaianos também foi um dos motivos para os atletas irem ao vestiário, por questão de segurança.

Confira o que disse Maninho:

“Nós não reconhecemos este resultado. Vamos entrar amanhã (segunda-feira, 22) com pedido de cancelamento desta partida, porque nos julgamos no direito, pela falha indecorosa desse árbitro chamado Bráulio Gomes (Bráulio da Silva Machado), que pra mim deve ser punido e afastado do futebol brasileiro, por seis meses a um ano. Este cidadão não merece o respeito da nossa comunidade de Chapecó, do Oeste catarinense e dos torcedores da Chapecoense, pela atitude que ele teve nesta noite (domingo, 21). A bola entrou, (imagem) está espalhada em todas as redes de televisão, denegrindo, então, este cidadão, a imagem do futebol catarinense. Descompromissado com a verdade e com aquilo que se deve fazer em uma final. Arbitrar sem olhar a quem. Ele não foi isso, péssima arbitragem. Não vamos nos calar diante da tamanha vergonha que tivemos em Florianópolis, embora a gente saiba qual será esse resultado. Sabemos de tudo isso. O Avaí poderia ter vencido com dignidade”.

>>Confira mais sobre a Chapecoense<<

>>Confira o Blog Resenha Esportiva<<


1 COMENTÁRIO(S)

  1. Ridículo, duas vezes ridículo. Primeiro a destacar o provincianismo desse site que, talvez por inveja, não faz menção alguma ao merecido título do Avaí. Coisa de jornal interiorano. E o segundo ridículo vai para o Presidente, se é que tem postura de Presidente, em querer anular o jogo. Balela de quem não sabe perder e reconhecer a superioridade do adversário. Quer enganar a torcida. Nunca no mundo se anulou um jogo por erro de arbitragem. Chapecoense, te ciuuida, já estão te chamando de Chapequena.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Chape inicia preparação com expectativa de ter reforço de Campanharo contra o Cruzeiro
Não fui bem no jogo, afirma técnico da Chape. Ney Franco diz entender vaias do torcedor
Chape leva virada do Fortaleza e perde para concorrente direto no Brasileirão
Chapecoense vence o Avaí de virada e assume a vice-liderança do Catarinense Sub-20
Sem capitão Douglas, Chape faz confronto direto contra o Fortaleza pelo Brasileirão
Chapecoense x Fortaleza: Ney e Ceni comentam sobre este confronto direto pelo Brasileirão
Feminino da Chape vira no 2º tempo, mas leva empate no fim pelo mata-mata
Chapecoense terá a estreia de Caíque Sá no jogo contra o Fortaleza pelo Brasileirão
Feminino da Chapecoense começa a decidir vaga às quartas de final do Brasileiro A2
Ney Franco encaminha a quinta escalação diferente da Chapecoense no Brasileirão 2019