Chapecoense vence Boavista, avança na Copa do Brasil e garante prêmio de R$ 1,3 milhão

Partida marcou a estreia do técnico Umberto Louzer no Verdão

- Publicidade -
 

Melhor impossível a estreia de Umberto Louzer na Chapecoense. Com novo técnico na casamata, o clube do Oeste catarinense venceu o Boavista por 2 a 0, na noite desta quarta-feira (19), em Saquarema (RJ), e avançou na Copa do Brasil. A classificação à segunda fase incrementa o cofre da agremiação.

O Verdão jogava pelo empate, mas fez questão de atacar. Postura igual teve o time carioca, que precisava da vitória. Mas as jogadas começaram a dar certo na segunda metade do primeiro tempo, com superioridade dos visitantes, que abriram o placar aos 40 minutos. Aylon balançou a rede. Outras chances foram criadas no contragolpe. A Chape terminou a etapa inicial dominando o confronto.

Explorando os contra-ataques, a Chapecoense ampliou a vantagem no marcador após o intervalo. O jovem Foguinho, 19 anos, fez o segundo gol com a camisa verde-branca. O primeiro como profissional veio no empate por 1 a 1 com o Criciúma, no último domingo (16), pela Série A do futebol catarinense. O time do estreante Umberto Louzer soube administrar o resultado no estádio Elcyr Resende e fez a festa na Região dos Lagos.

A Chape, que já havia recebido R$ 1,1 milhão pelo jogo deste meio de semana, garantiu mais R$ 1,3 milhão com a vitória no interior do Rio de Janeiro. O Verdão enfrentará na sequência do torneio nacional o gaúcho São José, que ganhou do Caucaia por 2 a 1, no Ceará. A partida será no estádio Passo d’Areia, em Porto Alegre (RS), em princípio, na próxima quinta (27). Em caso de empate, pênaltis. A vaga valerá R$ 1,5 milhão.

 

BOAVISTA 0x2 CHAPECOENSE

Boavista: Kléver; Wellington Silva, Douglas Pedroso, Elivelton e Jean; Fernando Bob, Michel Lima (Guilherme Costa) e Erick Flores; Jefferson Renan (Luís Soares), Caio Dantas e Tartá (Renan Donizete). Técnico: Paulo Bonamigo.

Chapecoense: Tiepo; Marcos Vinícius, Kadú, Derlan e Alan Ruschel; Anderson Leite, Vini Locatelli e Foguinho (Tharlis); Ari Moura (Paulinho Moccelin), Aylon e Renato (Lima). Técnico: Umberto Louzer.

Arbitragem: Rodrigo Batista Raposo, auxiliado por Daniel Henrique da Silva Andrade e Leila Naiara Moreira da Cruz (Fifa) – trio do Distrito Federal.

Gols: Aylon (C), aos 40 do 1º tempo. Foguinho (C), aos 13 minutos do 2º tempo.

Cartões amarelos: Erick Flores (B); Kadú (C).

Público e renda: Não disponíveis.

Local: Estádio Elcyr Resende, em Saquarema (RJ). Data: 19 de fevereiro de 2020.

 

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

28 min – Chapecoense: Vini Locatelli cobra falta da direita e, após desvio, Derlan fica com a bola e chuta para Klever defender no reflexo.

29 min – Chapecoense: Após escanteio, Ari Moura pega o rebote e bate rasteiro. Kléver faz a defesa antes da chegada de Aylon para finalizar.

31 min – Boavista: Em jogada pela esquerda, Jean sai da marcação e manda forte, rasteiro. Tiepo se estica para jogar a bola para escanteio.

32 min – Chapecoense: No contragolpe, Ari Moura puxou para o meio, tira dois marcadores e solta a pancada. Kléver espalma para linha de fundo.

GOL! 40 min – Chapecoense: Aylon toca para Renato, que devolve de primeira para o camisa 18, já na grande área, tocar rasteiro na saída de Kléver.

47 min – Chapecoense: Foguinho é acionado na entrada da grande área, encontra o espaço e bate no alto. A bola passa perto do ângulo direito.

48 min – Chapecoense: Foguinho aproveita erro do zagueiro na grande área para ficar com a bola e servir Aylon, que chuta. Kléver espalma.

Segundo tempo

11 min – Chapecoense: Renato é derrubado perto da grande área. Vini Locatelli cobra falta direta, no cantinho. Kléver se estica e pega.

12 min – Boavista: A bola é levantada para a grande área. Caio Dantas, sozinho, com o gol aberto, cabeceia mal e acerta a marcação.

GOL! 13 min – Chapecoense: Em contra-ataque, Marcos Vinícius deixa para Foguinho, que avança e bate da entrada da grande área. Bola desvia e entra.

22 min – Boavista: Jean recebe na esquerda e cruza para a grande área. A bola desvia e quase surpreende Tiepo, que, ligado, espalma.

33 min – Boavista: Renan Donizete limpa a marcação pelo lado esquerdo e solta a bomba. Atento, Tiepo voa para praticar grande defesa.

45 min – Boavista: Renan Donizete cobra falta de longe, com muita força e endereço. Tiepo vai nela e salva mais uma vez.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Federação Catarinense adia jogos das quartas de final
Chapecoense vence o Avaí no retorno do Campeonato Catarinense
Chapecoense e os consulados de Grêmio e Inter se unem em ação solidária em Chapecó
Vamos torcer juntos pelo Verdão!
É hoje! Jogo entre Chapecoense e Avaí marca o retorno do Catarinão 2020
Chapecoense fará novos exames para covid-19 nos jogadores
Goleiro João Ricardo: temos que manter o sistema defensivo forte
Justiça do trabalho tenta novo acordo entre chapecoense e famílias das vítimas de acidente aéreo
Chape terá torcida interativa para o jogo contra o Avaí
Zagueiro Joílson: será um jogo extremamente diferente