Conheça as 10 profissões do futuro na nova economia

Diversas profissões estão correndo risco de extinção nos próximos anos

- Publicidade -
 

O impacto de uma nova tecnologia sempre causa grandes transformações nos mais diversos setores, ainda mais quando o assunto é mercado de trabalho.

Novas gerações de profissionais acabam tendo que se adaptar ao contexto trazido pela era digital. Segundo estudo do Instituto Sapiens, diversas profissões estão correndo risco de extinção nos próximos anos.

>> Últimas notícias

Dados do Ministério do Trabalho da França, concluem que empregos em bancos, cujo número caiu 40% entre 1986 e 2016, poderem desaparecer totalmente até 2050. Por outro lado, novas tecnologias emergentes geram novas oportunidades e aquecem com velocidade uma nova safra de necessidade e nível de profissionais.

Confira abaixo 10 profissões e oportunidades relacionadas ao Universo Blockchain:

1. Analista DevOp Blockchain: profissional com visão de implementar blockchain desde protótipo, infraestrutura, frontend, backend e integrações.

2. Cientista de Dados Blockchain: responsável por entender a estrutura desnormalizada de origem blockchain, tornando-a em estrutura de dados normalizada, assim como garantindo sua integridade pela validação dos blocos , criptografia e verificação de integridade das árvores merkle.

3. Arquiteto de Sistemas Blockchain: especialista em criar, integrar e aconselhar o não uso de tecnologia blockchain em projetos de forma técnica de acordo a necessidade ou linha de negócio.

4. Contador para Ativos Blockchain/DLT: habilitado em validar ou emitir todos os documentos contábeis, baseando em notação de contabilidade financeira em blockchain para uma firma do setor.

5. Auditor/Perito em Ativos Blockchain/DLT: cuida da validação e emissão de todos os documentos contábeis, baseando em notação de contabilidade financeira em blockchain para firma de Auditoria/Perícia.

6. Analista de Infra IoT Blockchain (Internet das Coisas): especialista habilitado na disponibilização de infraestrutura cabeada, 3G/4G e wifi de acordo com a latência e qualidade de serviço do equipamento (IoT) x qualidade de mínima de resposta para a necessidade real time de soluções integradas com blockchain.

7. Analista de Governança Empresas com Blockchain/DLT: qualificado em manter, evoluir e implementar boas práticas de administração, processos e mitigação de riscos, tendo como um dos pilares tecnológicos o blockchain em seu negócio.

8. Analista de Compliance Empresas com Blockchain/DLT: responsável por garantir e sugerir boas práticas de administração, processos e mitigação de riscos, de acordo com normas, lei e regras existentes ou até boas práticas do mercado, tendo como um dos pilares tecnológicos o blockchain em seu negócio.

9. Consultor Blockchain para Negócios: atua na função de encontrar oportunidades, parceiros e solucionar problemas reais que seriam muito complexos, com risco operacional e sistêmico e com custo muito menor de tempo e investimento.

10. Gestor de Fundos Tokenized/CriptoAtivos: opera na área de bolsa de valores/trading/funding, com foco em Token/CriptoAtivos, sendo conhecedor da legislação, com habilidade na gestão desde grandes fundos até investidores com pouca ou zero experiência.

Desta forma, podemos concluir que o universo blockchain abre várias portas no mercado de trabalho, ingressando no modelo econômico moderno, dando oportunidades e gerando empregos para aqueles que desejam atuar no meio.

Fonte: Artigo de Rodrigo Pimenta, CEO da Hubchain Technologies. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Mundo Pet de pássaros movimenta a economia em Chapecó
MP da Liberdade Econômica: O que muda?
Trabalhadores nascidos em agosto já podem sacar o Pis/Pasep
Entrega do troféu O Desbravador será nesta quinta-feira
Saiba como as empresas sobreviverão na nova economia
SC registra 29% de aumento nas exportações de carne suína em 2019
Chapecó tem 83 vagas de emprego pelo Sine
Preço do cesto de produtos básicos cai em Chapecó
Balcão de Empregos está com 205 vagas disponíveis em Chapecó
Faturamento com exportações de carne suína aumentam 23,5% em 2019