Controlador-geral de Santa Catarina pede exoneração

Luiz Felipe Ferreira era bastante criticado pelo fato da CGE não ter evitado a negociação dos respiradores

- Publicidade -
 

O controlador-geral do Estado (CGE), Luiz Felipe Ferreira, pediu exoneração do cargo na noite desta segunda-feira (29). Homem de confiança do governador Carlos Moisés (PSL), Ferreira integrou a equipe de transição, no final de 2018, e assumiu a CGE com a aprovação da reforma administrativa. No documento encaminhado ao governador, ele ressaltou que “os motivos são de caráter pessoal” e agradeceu a oportunidade, a confiança e o apoio durante esse período.

Na última sexta-feira (26), a controladora-geral adjunto, Simone Becker, junto com outros oito servidores pediram demissão de cargos de confiança dentro da CGE. O órgão é alvo de fortes críticas sobre a falta de ação eficaz para evitar o processo de compra dos 200 respiradores da empresa Veigamed, que resultaram no pagamento antecipado de R$ 33 milhões. O caso está sendo investigado por uma força-tarefa composta por Polícia Civil e MPSC, e pela CPI da Alesc.

Ferreira chegou a prestar dois depoimentos na CPI e foi bastante criticado pelos deputados estaduais, por ter demonstrado suposto desconhecimento sobre o assunto e pelo fato da CGE não ter evitado a negociação fraudulenta. Já Simone será ouvida nesta quinta-feira (2). Essa é a segunda baixa no primeiro escalão do governo do Estado nos últimos dias. Na sexta-feira passada, o chefe da Casa Civil, Amandio João da Silva Junior, acabou exonerado da função por Moisés.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Bolsonaro anuncia Milton Ribeiro como novo ministro da Educação
Digitalização acelera análise de obras em Pinhalzinho
Deputados cobram mais leitos de UTI nos hospitais de Santa Catarina
Governo catarinense pede autorização para abertura de crédito de R$ 75 milhões para a covid
Comissão Gestão de Águas realiza encontro com moradores do loteamento Zanrosso
Morre Nelso Foralosso, ex-vereador de Xavantina
Luciane Stobe confirma sua pré-candidatura a prefeita de Chapecó
CPI dos Respiradores encaminha 15 perguntas ao governador Carlos Moisés
Governo do Estado anuncia Enio Parmeggiani no comando da SCPar
Douglas Borba e advogado deixam a prisão após conseguirem habeas corpus