Coronavírus: 30% das mortes foram registradas nos últimos 10 dias

Chapecó e Xanxerê registraram maior número de óbitos, com seis e nove mortes respectivamente. Nos meses de junho e julho número de mortes passa a 90, uma média de 1,5 mortes por dia na região

- Publicidade -
 

93 vidas perdidas para o coronavírus em 60 dias na região Oeste. Noventa pessoas que ‘entraram para a estatística’ da Covid-19. Mas não é só uma estatística! São as vidas de pais, mães, avôs e avós, de filhos que não resistiram à gravidade de uma doença ainda subestimada por muitos. E destas 90 vidas, 30% delas (27 mortes) foram perdidas apenas nos últimos 10 dias, mostrando o momento crítico que vivemos, tanto no número de diagnósticos confirmados e suspeitos, quanto de óbitos provocados.


Levantamento foi feito pelo Diário do Iguaçu com nos meses de junho e julho (números registrados até o dia 30). O dado foi alcançado com base na análise dos dados divulgados pelas prefeituras, Hospitais e também pelo Governo de SC no período de 1º de junho a 30 de julho de 2020 e leva em conta os municípios da macrorregional do Grande Oeste e também dos municípios da regional da Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense (Amauc).

 

Chapecó, Xanxerê e Xaxim com mais mortes


O número de mortes aumentou exponencialmente nos últimos dias, e os casos cresceram especialmente nas cidades de Chapecó, Xaxim e Xanxerê.


No mês de junho, o município de Xaxim registrou 12 mortes provocadas por coronavírus. Neste mês de julho o número caiu para quatro. Desde o início da pandemia foram 20 pacientes que morreram em decorrência da doença na cidade.

 

Chapecó


No mês de julho Chapecó viu a curva de mortes subir a partir da metade do mês. No dia 13 foi registrada a primeira morte de julho e outras sete foram contabilizadas até o dia 30.


Em junho, a capital do Oeste havia registrado sete mortes provocadas pela doença. E no mês de maio foram quatro óbitos.

 

Xanxerê


Xanxerê foi o município com mais mortes provocadas pelo coronavírus em julho. Até o dia 30 foram 14 pacientes que perderam a vida. Em um único dia (23 de julho) foram quatro pacientes que morreram pela doença.

 

11 cidades registraram mortes


Além destas, nos últimos 60 dias, ao menos outras 11 cidades da região Oeste e também da Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense (Amauc), contabilizaram mortes nestes 60 dias. Em Quilombo foram duas mortes (nos dias 4 e 20 de julho); em Abelardo Luz também foram duas (em 7 e 8 de julho); em Faxinal dos Guedes (em 29 e 20 de julho), Ouro Verde (em 22 e 17 de julho); Maravilha também teve duas mortes (em 13 e 30 de julho), assim como Concórdia (nos dias 20 e 29 de julho). Passos Maia, Iporã do Oeste, Caibi, Modelo, Guaraciaba também registram mortes nestes dois meses.

 

118 mortes na região

O total de mortes na região desde o início da pandemia soma 118 casos. Sendo que 27 deles nos últimos 10 dias. O número de casos confirmados já soma 12.460 pacientes, além de inúmeros outros que ainda aguardam resultados de exames.

 

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

25ª morte por coronavírus é confirmada em Chapecó
Medidas de distanciamento social ampliadas em 8 regiões de SC por sete 7 dias
Número de mortes por coronavírus em Chapecó aumentou 118% em um mês
Chapecó registra 24ª morte por coronavírus
Governo abre crédito de R$ 1,9 bilhão para produção e compra de vacina contra o coronavírus
Justiça determina que governo de SC assuma protagonismo no combate ao coronavírus
Hospital das Clínicas de Campinas começa testes de vacina contra covid
Santa Catarina registra mais 51 mortes por coronavírus
Medicamentos para intubação são distribuídos para hospitais de SC
UTIs em Xanxerê: Justiça determina bloqueio de R$ 192 mil do Governo de SC