Coronavírus: como se proteger na hora da troca do botijão de gás de cozinha

Aplicativo Chama alerta clientes e revendedores para o combate à doença

- Publicidade -
 

A pandemia causada pelo novo coronavírus (COVID-19) está deixando toda a população brasileira em alerta. De acordo com o Ministério da Saúde já são mais de 1.900 casos confirmados da doença no país e, até o momento, 34 mortes. E os números de contágio não param de crescer, só no estado de São Paulo houve um aumento de 37,4% de casos entre sábado (21) e domingo (22).

Algumas medidas para impedir a continuidade da transmissão comunitária do vírus (quando não é mais possível identificar a origem da contaminação) já foram tomadas em alguns estados, como o fechamento de shoppings, restaurantes, bares, e outros estabelecimentos que prestam serviços que não são considerados essenciais. Muitas empresas também optaram pelo home office, porém nem todas as pessoas têm condições de trabalhar em suas casas, é o caso dos profissionais da saúde, motoristas, entregadores de delivery e os revendedores de GLP.

E como grande parte da população está em isolamento em suas residências, alguns suprimentos acabam mais rápido do que o normal, como os alimentos, água e o gás de cozinha. Para trocar o botijão é necessário que um entregador vá até a residência levando o produto. Em muitas situações, é preciso entrar na casa para realizar a instalação, quebrando o isolamento social. Então quais são os cuidados que o cliente e o entregador precisam tomar para evitar o contágio do coronavírus? Por isso, o aplicativo Chama, marketplace que conecta revendedores de botijão de gás a clientes, destacou alguns cuidados essenciais, confira:

Para os clientes:

1- Dê preferência ao pagamento com cartão de crédito pelo aplicativo. Se não for possível, prefira o pagamento em débito na entrega e lave as mãos imediatamente após o pagamento. Manusear cédulas de dinheiro pode ser um meio de espalhar o vírus;

2 - Quando seu entregador chegar, procure manter janelas e portas abertas para ventilar;

3 - Evite cumprimentar o entregador com aperto de mão ou através de qualquer modo no qual haja contato físico;

4 - Se possível, peça para que o entregador deixe o botijão do lado de fora da sua residência e faça a limpeza do produto com água e sabão antes de instalar;

5 - Caso não seja possível fazer a instalação sozinho, mantenha distância de pelo menos um metro do entregador quando ele realizar o serviço;

6 - Evite tocar sua boca, nariz e olhos e lave bem as mãos com água e sabão!

Para os entregadores:

1 - Quando estiverem na revenda, mantenham espaço mínimo de um metro entre cada colaborador e procure deixar portas e janelas abertas;

2 - Utilize luvas, tenha sempre álcool gel disponível no veículo e faça higienização sempre que houver contato;

3 - Mantenha as janelas do veículo sempre abertas;

4 - Evite contato físico com outros colegas na revenda ou clientes no momento de entrega, respeitando sempre o espaço mínimo de um metro;

5 - Se possível, evite fazer a instalação do botijão de gás;

6 - Evite tocar sua boca, nariz e olhos;

7 - Quando finalizar a entrega lave as mãos com água e sabão ou álcool gel o mais rápido possível.

Muitas recomendações citadas acima são reforçadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como a higienização das mãos e dos produtos manuseados. Neste momento de pandemia é muito importante tomar cuidado até mesmo com atividades consideradas simples, como a troca do botijão de gás. Desta forma, protegemos nossas famílias, amigos e todos a nossa volta.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Confira a situação de cada bairro com casos de coronavírus em Chapecó
Reunião decidirá sobre possível flexibilização de atividades em Chapecó
Governador Carlos Moisés faz entrega de novos respiradores ao HRO
Polícia fiscaliza medidas sanitárias em estabelecimentos em Chapecó
Chapecó tem 436 pacientes recuperados do coronavírus
Projeto reutiliza uniformes usados dos Correios para produção de máscaras
Como fica a prática de atividade física durante a pandemia de Coronavírus?
Coronavírus em SC: Estado confirma 8 mil casos e 131 mortes por Covid-19
Liminar obriga Seara Alimentos de Ipumirim a promover afastamento nos postos de trabalho
Ambulatório do Centro mudará para o ginásio Ivo Silveira