Deputado Romildo Titon é condenado a 10 anos de prisão

Segundo decisão do Tribunal de Justiça, ele teve envolvimento na Operação Fundo do Poço

- Publicidade -
 

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), em sessão realiza nesta sexta-feira (13), concluiu o julgamento da ação penal derivada da “Operação Fundo do Poço”, que serviu de base à denúncia formulada pelo Ministério Público de SC (MPSC) contra 37 réus entre políticos, agentes públicos e empresários.

Boa parte da sessão, iniciada às 9h, foi consumida pela leitura do substancial voto da desembargadora Soraya Nunes Lins, relatora da matéria, com mais de 700 laudas. Ao final dos trabalhos, o deputado estadual Romildo Titon (MDB), réu que atraiu a competência do julgamento para o TJSC por sua prerrogativa de foro, foi condenado a 10 anos e um mês de reclusão, em regime fechado, por corrupção passiva. A decisão é passível de recurso.

O empresário Luciano Dal Pizzol, proprietário da Água Azul Poços Artesianos, responsável pela perfuração de poços em municípios do Meio-Oeste do Estado, também foi condenado. Sua pena foi de 17 anos de reclusão, igualmente em regime fechado. Entre os demais réus, foram registradas novas condenações e algumas absolvições por falta de provas. A sessão foi comandada pelo desembargador Moacyr de Moraes Lima Filho, 1º vice-presidente do TJSC.

Eleito deputado estadual pela sétima vez em 2018, Titon é o parlamentar recordista de mandatos na nova legislatura da Assembleia Legislativa do Estado (Alesc). Na última eleição, obteve 34.350 votos. Nascido em Tangará, Titon tem 65 anos e é produtor rural. Iniciou a carreira política em 1976, quando foi eleito vereador em Campos Novos. Em 1988, venceu a disputa pela Prefeitura do município. Em 1994, elegeu-se pela primeira vez para Alesc.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Marcio Sander e Milton Hanauer são oficializados candidatos a prefeito e vice de Chapecó
Luciane Stobe e Nilson Carniel são oficializados candidatos a prefeita e vice de Chapecó
Cleiton Fossá e Giovanni Balen são oficializados candidatos a prefeito e vice de Chapecó
Dissolução da coligação entre PSL e Patriota revolta lideranças
Claudio Vignatti e Pedro Uczai são oficializados candidatos a prefeito e vice de Chapecó
João Rodrigues e Itamar Agnoletto são confirmados candidatos a prefeito e vice de Chapecó
Adriano de Martini e Lenoir Tiecher são confirmados como candidatos em Xanxerê
Oscar Martarello concorrerá a prefeito de Xanxerê com Adenilso Biasus na condição de vice
Morre Anelsi Danielli, ex-prefeito de Vargeão
Mauro Moresco e Edimar dos Passos são candidatos em Cordilheira Alta