Desembargador Ricardo Roesler é eleito presidente do Tribunal de Justiça de SC

Eleição ocorreu durante a sessão do Pleno realizada na manhã desta quarta-feira (4)

- Publicidade -
 

O desembargador Ricardo Roesler foi eleito presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) em sessão do Pleno realizada na manhã desta quarta-feira (4). Ele obteve, em primeiro turno, 47 votos contra 32 conquistados pelo desembargador Ricardo Fontes e 11 sufragados em nome do desembargador Altamiro de Oliveira.

Estavam presentes na sessão e aptos a votar 90 desembargadores. Roesler comandará o Poder Judiciário estadual no biênio 2020/2022 e sua posse acontecerá no início do mês de fevereiro de 2020, em data ainda a ser definida. Vencido o embate eleitoral, o presidente eleito falou em união de esforços para a conquista de objetivos comuns.

Agradeceu o apoio de colegas e de sua família, que nunca lhe faltaram. Para ele, comandar o Poder Judiciário catarinense requer grande responsabilidade. “Nós temos enormes desafios, mas vamos enfrentá-los com muito diálogo junto a todos os setores da sociedade e entre os poderes”. Para isso, buscará soluções dentro do seu plano de gestão.

::: Participe do nosso grupo de WhatsApp :::

Ele dará prioridade a três princípios básicos: informação, integração e inovação. “Há uma enorme gama de serviços e desafios que a própria administração do desembargador Rodrigo Collaço determinou, porque ele também foi um divisor de águas aqui dentro desse Tribunal, com uma administração sólida e eficiente, de vanguarda”, destacou.

A eleição para os demais cargos definiu o seguinte corpo diretivo: desembargador João Henrique Blasi, 1º vice-presidente (58 votos); desembargador Volnei Celso Tomazini (49 votos), 2º vice-presidente; desembargador Salim Schead dos Santos (50 votos), 3º vice-presidente; desembargadora Soraya Nunes Lins (49 votos), corregedora-geral da Justiça; e desembargador Dinart Francisco Machado (51 votos), vice-corregedor-geral da Justiça.

::: Acompanhe as últimas notícias de Chapecó e região :::

Natural de São Bento do Sul, Roesler começou a carreira como juiz substituto em 25 de maio de 1987. Atuou nas comarcas de Joinville, Barra Velha, Sombrio, Jaraguá do Sul e novamente Joinville, onde permaneceu por 14 anos, de 1993 a 2007. Em novembro, foi promovido ao cargo de juiz de direito de 2º Grau. Assumiu como desembargador em junho de 2012.

Foi eleito presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) em dezembro de 2017 e assumiu o cargo em março de 2018. Comandou a última eleição presidencial. Por último, integrava a 3ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Governo prepara consulta aos 600 mil servidores federais
“O argumento usado para o pedido de impeachment é fantasioso”, diz procurador do Estado
Audiências regionalizadas vão analisar investimentos da saúde nos municípios
Lideranças pedem emendas parlamentares para Maravilha
Arestide Fidelis desiste de recurso e se apresenta para cumprir sentença
Deputados debatem decisão do TJSC sobre paralisação do processo de impeachment
Entenda o motivo do pedido de impeachment contra o governador ter sido suspenso
Eleições municipais: votação deve ser estendida em pelo menos uma hora
Projeto da sede própria da Câmara de Chapecó fica pronto em novembro
Líderes têm cinco sessões para indicar membros da Comissão do impeachment