Dois são detidos após aglomeração e desobediência no Belvedere

Além de descumprir os cuidados de prevenção para contaminação do coronavírus, pessoas estavam perturbando vizinhos

- Publicidade -
 

Dois homens foram detidos após não acatarem a ordem da Polícia Militar na tarde de dominog (28) em Chapecó. O caso foi registrado por volta das 16h30 na Rua João Batista Dal Piva no Belvedere. Além da aglomeração que é proibida para evitar que o coronavírus se alastre, as pessoas ainda estavam fazendo algazarra com som alto e perturbando vizinhos.

Segundo a Polícia Militar, quatro denúncias sobre aglomeração de pessoas, além de perturbação por som alto, algazarra e alto consumo de bebida alcoólica, foram feitas na central. Quando chegaram no local, os policiais flagraram as pessoas e solicitaram que desligassem o som cessando a perturbação e que dispersassem a aglomeração.

Uma mulher foi até os policiais dizendo que estavam fazendo uma festa e que não iriam parar só porque os vizinhos estavam ligando. Um homem de 39 anos também disse aos que não desligaria o som. Ainda conforme a polícia “outro homem de 40 anos, falou que poderiam vir cinco viaturas que nada ia mudar e o som não iria parar”.

Foi então dada voz de prisão pelas infrações aos homens. Neste momento outras pessoas impediram a apreensão do som, segurando cadeiras e garrafas em tom de ameaça aos policias, levando o som para dentro da residência.

::. Acompanhe as últimas notícias de Chapecó e região

Outras viaturas foram chamadas ao local e quando os outros policiais chegaram, foram recebidos a empurrões e tentativa de agressão. Foi então que os policiais usaram o spray de pimenta. Segundo a polícia, o homem de 39 anos, mesmo após conversa, permaneceu alterado e resistiu à prisão e foi necessário o uso da força para algema-lo. Mesmo assim, ele feriu um dos policiais e causou lesões nas mãos do policial com as unhas.

O homem de 40 anos ainda teria tentado impedir a prisão empurrando os policiais. Ao ser controlada a situação, os policiais ofereceram o termo circunstanciado, mas eles só aceitaram assinar quando chegaram à frente da delegacia.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Polícia prende homem que estuprou vizinha de oito anos em Chapecó
Maconha, cocaína e R$ 17 mil são apreendidos em Chapecó
Comércio de galinhas vira caso de polícia em Dionísio Cerqueira
Três são presos por repassar notas falsas em Xanxerê
Polícia prende suspeito que invadiu casa e estuprou adolescente em Chapecó
PRF flagra duas carretas com excesso de altura em Concórdia
Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Videira
Mais infrações de trânsito, apreensões de armas e drogas em SC, aponta relatório da PRF
Casal é preso dentro de motel por tráfico de drogas
Golpe dos leilões é alvo de alerta do TJSC