Empresa de RH abre 400 vagas de trabalho temporário na região oeste de SC

As vagas são para os candidatos que moram na cidade de Chapecó, Seara, Xanxerê, Concórdia, Irani, Faxinal, Descanso, Iporã, Tunapolis, São João do Oeste, Mondaí, Santa Helena, Belmonte e Itapiranga.

- Publicidade -
 

Oportunidades de emprego é o que não falta na região oeste de Santa Catarina. Só nessa última semana a Employer, uma das maiores empresas de RH do Brasil abriu mais de 400 vagas para trabalho temporário, para os postos de ajudante de produção em indústrias frigoríficas.

As vagas são para os candidatos que moram na cidade de Chapecó, Seara, Xanxerê, Concórdia, Irani, Faxinal, Descanso, Iporã, Tunapolis, São João do Oeste, Mondaí, Santa Helena, Belmonte e Itapiranga. É importante frisar que a empresa oferece transporte dessas cidades para as unidades de trabalho. 

Vale ressaltar que o trabalhador temporário tem direito a todos os benefícios que são assegurados aos empregados CLT, com registro em carteira. Isso inclui pagamento de horas extras, adicional noturno, vale transporte, descanso semanal remunerado, 13º salário proporcional ao tempo de serviço e férias, também proporcionais ao período trabalhado.

>> Últimas notícias

Além disso, recebe 8% dos seus proventos a título de FGTS e o tempo trabalhado como temporário também conta como tempo de contribuição para a aposentadoria. Junto à Previdência, o trabalhador temporário também tem todos os direitos garantidos, como auxílio-doença, desde que se respeite a carência mínima exigida para o pagamento dos benefícios.

O trabalhador temporário pode ser contratado por 180 dias e o contrato pode ser prorrogado por até mais 90 dias, caso haja necessidade. 

Para as vagas em aberto, a Employer conta com a ferramenta de contratação Lugarh. Nesta época de isolamento social, o Lugarh proporciona o envio e o recebimento seguro de documentos, sem a necessidade do colaborador se deslocar para a empresa durante o processo de contratação. Todo o envio e recebimento de documentos é feito de forma online e através do celular, sem a necessidade de contato físico.

 A ferramenta ainda faz o recebimento e a validação dos documentos necessários no momento da contratação através de inteligência artificial, com tecnologia Microsoft. O profissional é avisado por uma mensagem com um link para preenchimento do cadastro e indexação dos documentos fotografados. 

Além do envio dos documentos pelo Lugarh, agora com a carteira de trabalho digital, todas as contratações da Employer usam essa tecnologia que o Governo Federal oferece, de forma prática e eficiente. 
Interessados nas vagas ofertadas devem cadastrar seu currículo no site do Banco Nacional de Empregos http://www.bne.com.br 

Sobre a Employer 

Uma das maiores empresas de RH do Brasil, a Employer possui mais de 30 filiais pelo país. A empresa que tem origem em Curitiba/PR atende às maiores companhias do Brasil e do mundo, que buscam soluções eficientes e de alta tecnologia para o setor, com o objetivo de simplificar a rotina do RH.

 Atualmente, a Employer possui uma grande cartela de clientes na área de agronegócio, além de serviços exclusivos para a coleta de dados no cálculo da remuneração variável. Saiba mais em: http://www.employer.com.br 

Ainda, a Employer é uma das cinco finalistas na categoria de Consultoria para RH da 23º Top of Mind de RH 2020. A premiação irá homenagear executivos e empresas com as melhores práticas e soluções para a área de RH corporativ
o. 


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Óleo de soja e tomate são itens com maior alta entre os produtos básicos em Chapecó
Sebrae entrega estudo sobre o grau de desenvolvimento de Chapecó
Municípios receberão mais R$ 15 milhões para a Política de Assistência Social
Gasolina e Diesel têm 3º aumento seguido em Chapecó
Comércio catarinense cresce 3,5% em julho, diz IBGE
Saiba quais são as mudanças que agilizam a abertura de Meis
Evento discute conexão entre ferramentas digitais e experiência do cliente
Investimentos viabilizados pelo BRDE no 1º semestre atingem cifra bilionária
Imposto de importação para o arroz ficará zerado até o fim do ano
Preço dos produtos da cesta básica cada vez mais pesados ao consumidor