Estudantes são premiados na 16ª Olimpíada Regional de Matemática da Unochapecó

Troféus foram entregues aos melhores colocados, na última sexta-feira (29)

- Publicidade -
 

Especial Unochapecó

Pais e professores orgulhosos na entrega dos troféus aos melhores colocados da Olimpíada Regional de Matemática da Unochapecó (ORM), que aconteceu na última sexta-feira (29), na Universidade. Entre eles, era nítido o orgulho de Ivete e Vanderlei da Silva, pais do aluno João Vitor Ribeiro da Silva, do 7° ano do Colégio Integral, de Pato Branco (PR). O estudante foi um dos 37 premiados na ocasião.

Mesmo com pouca idade, João, de 12 anos, conseguiu o segundo lugar do nível I nas provas. Resultado que não representa apenas seu talento com a matemática, mas também o incentivo dos pais e professores. "Ele sempre terá nosso apoio. Notamos que ele tem habilidades nas ciências exatas. Já é o terceiro ano que ele participa da Olimpíada Nacional e Regional. Queremos que ele se sobressaia no futuro, na vida profissional", comenta a mãe. 

É justamente com o futuro que a Unochapecó se preocupa. Além de pensar no ensino universitário, a Universidade carrega o compromisso de desenvolver projetos que incentivam também os ensinos fundamental e médio. O evento tem o objetivo de contribuir com a melhoria da qualidade de ensino, estimular o estudo da matemática e os jovens talentos no aperfeiçoamento do conhecimento.

Futuro de sucesso 

O pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento da Unochapecó, professor Marcio da Paixão Rodrigues, que compôs a frente de honra, parabenizou todos os professores envolvidos com a organização das olimpíadas e reforçou a importância de desenvolver esses projetos. "Nós acreditamos que o conhecimento pode mudar as pessoas. E os jovens podem mudar a sociedade".

A matemática normalmente é o medo de muitos nos ensinos fundamental e médio. Mas para Alan Antônio Bonetti, que estuda no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) Campus Chapecó, a realidade é bem diferente. Ele está no 1° ano do ensino médio e considera a olimpíada como uma iniciativa interessante, por trazer essa relação de desafiar e desenvolver os conhecimentos adquiridos em sala de aula. "Eu gosto muito de participar, acho a matemática muito bonita e graciosa. Além disso, o evento permite se aprofundar nessa área", comenta.

A professora responsável pelo projeto, Andréia Beatriz Schmid, salientou a dedicação dos estudantes e reconheceu o comprometimento dos pais e professores nessa jornada. "Tenho certeza que a premiação é muito importante para esses estudantes, e ainda acompanhados pela família torna tudo mais especial. Eles terão muito sucesso, com determinação, persistência, estudo nós conseguimos tudo", finaliza.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Justiça condena agente público que usou carro oficial para ir a um motel no Meio-Oeste
Caminhão invade casa em São Miguel do Oeste
Hospital de Xanxerê fará simulado de incêndio na próxima semana
Casal indenizará motorista de aplicativo, após o chamarem de "psicopata" em rede social
Fabricante japonesa é condenada por acidente que envolveu ex-prefeita de Catanduvas
Casal de Chapecó será indenizado pelo Estado pela morte do filho
Homem corta pé com motosserra em Itapiranga
Semana de temperaturas altas em Santa Catarina
Trânsito perto da Arena Condá terá alterações nesta terça-feira (10)
Manifestação pede socorro para a BR-163 no Extremo Oeste