Faixas de protestos contra a diretoria e conselheiros da Chape são colocadas na Arena Condá

Goleada para o Ceará revolta torcedores. Presidente Maninho é o principal alvo

- Publicidade -
 

A goleada de 4 a 1 para o Ceará neste sábado (10), na Arena Castelão, em Fortaleza (CE), revoltou o torcedor da Chapecoense. A Arena Condá amanheceu com faixas de protestos neste domingo (11).

Duas foram colocadas nas grades da bilheteria, com os dizeres “Fora Maninho”, em referência ao presidente Plínio David De Nes Filho, e “ACF não está à venda, respeito ao sócio”, em alusão a possível venda dos mandos de campo dos jogos contra o Corinthians e o Flamengo.

Em muros nos arredores do estádio, as seguintes frases: “Não duvide do que somos capazes de fazer em defesa da Chape” e “Conselheiros comprados, respeitem o torcedor”.

O Verdão está em 18º lugar com 10 pontos, na zona de rebaixamento da Série A do Brasileiro. É o pior desempenho da história da agremiação desde que subiu para a Série A do futebol nacional.

Além da má campanha, a Chape atravessa momento financeiro delicado. Os salários de atletas e funcionários, referentes a julho, ainda não foram pagos, o que deve acontecer no início desta semana.

A Chapecoense aguarda parcela do pagamento da venda do goleiro Jandrei ao Genoa, da Itália, para quitar os vencimentos do último mês trabalhado.

A diretoria também renegociou neste ano os direitos de imagem dos jogadores. Em junho, estimativa do departamento de Administração e Finanças apontava necessidade de buscar pelo menos R$ 18 milhões para fechar a temporada com as contas equilibradas.

1 COMENTÁRIO(S)

  1. O Maninho não joga futebol. Agora, os jogadores não tem o que perder. Apenas algumas vaias, recebe seu salário e tchau! Tem que cobrar deles, SIM.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Famílias de vítimas da tragédia do voo da Chapecoense se reúnem com Bolsonaro
Chapecoense vence o Avaí e respira no Brasileirão
Chapecoense perde e sai atrás na disputa pelo título catarinense sub-20 contra o Avaí
A hora é agora! Chape recebe Avaí para acalmar ambiente ou aumentar crise no Brasileirão
Chapecoense começa a decidir contra o Avaí o título do Campeonato Catarinense Sub-20
Barraquinha da Chape está no Centro
Contra o Avaí, Emerson Cris deve repetir na Chapecoense o time do empate com o Grêmio
Neto se emociona em reunião no Senado. Tragédia da Chape será tratada com Bolsonaro
Chape paga valor em carteira aos atletas, mas direito de imagem está com 3 meses de atraso
Volante da Chape, Márcio Araújo trata jogo contra o Avaí como um divisor de águas no Brasileirão