Fapesc prorroga inscrições para programa de pré-incubação de ideias

Nesta edição, serão selecionados 150 projetos para pré-incubação em 15 cidades. No final de cinco meses, os projetos estarão prontos para serem incubados ou receberem investimento.

- Publicidade -
 

Empreendedores catarinenses terão mais tempo para inscrever suas ideias no Programa Nascer. O prazo para submissão de propostas foi prorrogado até 20 de julho. Os interessados em participar devem acessar a plataforma da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc). As inscrições e a participação no programa são gratuitas.

O Programa Nascer é realizado pela Fapesc em parceria com o Sebrae/SC. Nesta edição, serão selecionados 150 projetos para pré-incubação em 15 cidades. No final de cinco meses, os projetos estarão prontos para serem incubados ou receberem investimento.

Segundo o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, a decisão de estender o prazo foi articulada com o Sebrae/SC e os centros de inovação para atender os pedidos dos empreendedores. “Decidimos prorrogar o programa para que candidatos tenham mais condições, especialmente nesse momento de pandemia com isolamento social e dificuldade de deslocamento”, explica.

O presidente reforça ainda a importância do Programa Nascer para a criação de novas empresas. “É, sem dúvida, uma excelente oportunidade para tirar aquela ideia do papel e transformar em um negócio produtivo para Santa Catarina”, destaca.

Para o superintendente do Sebrae/SC, Carlos Henrique Ramos Fonseca, é necessário estimular a criação de negócios. “Empreender pode ser a alternativa para milhares de brasileiros enfrentarem esse momento de crise. Por meio dessa parceria, o Sebrae/SC vai garantir suporte aos empreendedores selecionados para que os seus negócios sigam o caminho do sucesso”, comenta.

O desenvolvedor da plataforma e da metodologia TXM (credenciada e selecionada pelo Sebrae/SC para utilização no Programa Nascer), Luiz Salomão Ribas Gomez, destaca a oportunidade única para quem tem o sonho de empreender, mas não sabe por onde começar. “Durante os cinco meses do programa, os empreendedores terão todo o suporte e sairão bem mais preparados para o mercado", reforça.

Cada proposta passa por pré-incubação em um dos centros de inovação do Governo do Estado ou cidades que irão receber essa estrutura, como Blumenau, Brusque, Caçador, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Joinville, Lages, Rio do Sul, São Bento do Sul, Tubarão e Videira.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Custo da construção tem alta de 0,49% em julho
Anfavea: produção de veículos cai 32% em julho em relação a 2019
Tecnologia no varejo: 4 dicas de como usar o troco digital
Lojistas esperam atenuar crise com as vendas de Dia dos Pais
5 perguntas de ouro antes de abrir um negócio na pandemia
Idosos terão horário preferencial nos caixas dos supermercados de Chapecó
BRDE libera quase R$ 20 milhões para obras viárias em Rio do Sul
Saque emergencial do FGTS pode injetar R$ 86 milhões na economia de Chapecó
Aurora Alimentos é a marca que mais conquistou consumidores neste ano
BNDES contrata R$ 3,3 bilhões em créditos para empresas