Flagrante de transporte irregular de casa é feito entre Coronel Freitas e Chapecó

Segundo a PRF, fato teria acontecido na madrugada desta segunda-feira (15), e sem autorização dos órgãos responsáveis

Um caminhão transportando uma casa de madeira de forma irregular foi flagrado transitando entre a SC-157, entre Coronel Freitas e Chapecó, e também pela BR-480 em Chapecó.


A largura da casa transportada era muito superior à da via, invadindo a pista contrária e o transporte era feito sem autorização e sem a sinalização adequada.


O transporte, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), é irregular e foi flagrado na madrugada desta segunda-feira (15) em Chapecó.


As cenas foram gravadas por um grupo que pessoas que seguia em direção a Chapecó e flagrou vários veículos fazendo manobras para desviar do veículo com a casa, que inclusive passou sobre o elevado para entrar na BR-480 em Chapecó.


De acordo com o inspetor da PRF, Luiz Grazziano, o transporte de cargas excedentes (maiores que a largura dos caminhões que é de, em média, 2,60m), exige uma Autorização Especial (AET) que deve ser solicitada ao Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) em caso de circular por rodovias federais, e ao Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), quando for em uma rodovia estadual, que ainda vão determinar outras ações de segurança no trajeto por onde a carga passar e comunicar às polícias responsáveis.


No caso do vídeo, Grazziano enfatiza que o transporte ocorreu de maneira irregular e realizado durante a madrugada para burlar uma possível fiscalização. Caso tivesse sido abordado, a infração para o responsável é considerada grave e a multa é de R$ 195,23, mais a apreensão do veículo. “Mas vale o alerta, porque ele colocou várias pessoas em risco”, destacou o inspetor.


O subtenente da Polícia Militar Rodoviária, Fabiano André dos Santos, reforça ainda que as AETs, são destinadas principalmente para cargas indivisíveis (turbinas, peças para usinas etc) e que o transporte de casas não se encaixaria nestas especificações, por este motivo o Deinfra não tem concedido autorização para este tipo de transporte.


Ele conta que no último mês, a PMRv instaurou um procedimento para apurar a conduta de dois condutores que fizeram este tipo de transporte de Coronel Freitas para Chapecó, considerando a exposição ao risco de morte para os demais condutores. “Nesta situação, cabe o Termo Circunstanciados, multas administrativas referentes ao transporte sem autorização e também às condições do veículo para a circulação”, orientou.


Ele pede que quem flagrar este tipo de cena, comunique a PMRv se o transporte ocorrer em SCs – ou a PRF – em caso de BRs – para que se faça a abordagem. 




Foto: Reprodução/Whatsapp




DEIXE SEU COMENTÁRIO

Bebê de um mês fica preso dentro de carro em Chapecó
Xaxim tem confirmado o primeiro caso de dengue
Projeto Itinerante chega à Chapecó para ensinar sobre educação financeira a professores
Tradição de 50 anos em Nova Itaberaba
Acusada de matar a irmã vai a júri popular em Concórdia
Balcão de empregos faz entrevista emergencial em Chapecó
Homem é atingido por descarga elétrica e morre em Dionísio Cerqueira
Balcão de Empregos divulga datas de entrevistas em Chapecó
Usuários do transporte coletivo com deficiência passam ser atendidos no centro de Chapecó
Polícia prende dois por suspeita de tentar latrocínio em Chapecó