Goleiro João Ricardo: temos que manter o sistema defensivo forte

Goleiro João Ricardo fala da expectativa para o confronto contra o Avaí e do trabalho forte realizado pelo técnico Umberto Louzer

- Publicidade -
 
Na expectativa para retorno do Campeonato Catarinense, os atletas da Chapecoense trabalham forte para o confronto contra o Avaí no primeiro jogo das quartas de final, marcado para o dia 8, próxima quarta-feira, em Chapecó. O goleiro João Ricardo acredita que o time está preparado, e que o segredo é continuar trabalhando forte. 

Volta do Catarinão 2020
“Acho que não só Santa Catarina, o Brasil e o mundo todo não estão preparados, mas as autoridades criaram protocolos de segurança que nos deixam mais tranquilos. Acho que se a gente seguir os protocolos, o percentual de contaminação é muito baixo e isso nos tranquiliza para poder voltar aos jogos”. 

Defesa consolidada 
Questionado sobre como manter a defesa consolidada da Chapecoense, João Ricardo acredita que o segredo é continuar trabalhando forte. 

“Ele (Umberto Louzer) chegou e a gente vinha numa sequência de todos os jogos estar tomando gols, então organizou o sistema defensivo. Acho que a batida, a pegada é essa, manter o sistema defensivo forte. A gente teve aí praticamente dois meses de preparação, acertamos os detalhes, fizemos todos os ajustes para que continue nessa sequência”. 

Titularidade do Gol
Sobre a disputa com Tiepo pela titularidade do gol da Chapecoense, João Ricardo vê como sadia e que independente de qual dos dois for escolhido, a Chapecoense sairá ganhando. “É uma disputa sadia. O Tiepo é muito meu amigo. Se for eu ou se for ele, a Chapecoense vai estar bem servida”. 

Dificuldades da Série B
“O Catarinense é uma preparação para Série B. Você pode tirar muitos proveitos do Estadual. Esses dois meses foram muito importantes para sequência de todo ano. A gente se preparou bem. A parte física está bem afinada, então o Brasileiro é um campeonato diferente você enfrenta equipes do Brasil inteiro, viagens desgastantes, são jogos pegados, equipes que jogam muito recuadas, acho que o esquema tático vai ser muito importante nesse campeonato. Se você competir muito e se doar muito, as chances de conquistar o objetivo são grandes”.  

Chapecoense e Avaí 
“O Avaí e a Chapecoense são equipes grandes e com essa parada as duas tiveram muito tempo para trabalhar. Já passou a fase da classificação, não tem mata a mata, é jogo diferente. Clássico é clássico, a preparação é totalmente diferente. Vão ser dois grandes jogos”. 

Esquema tático 
Sobre os experimentos do técnico Umberto Louzer nos treinamentos, João Ricardo acredita que sairá a melhor escolha para o jogo contra o Avaí. “Ele sabe muito bem o que faz, já passou muitas vezes por isso, então tenho certeza que ele está testando para fazer a melhor escolha para nosso time jogar da melhor forma possível”. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atacante Lucas Tocantins é anunciado pela Chapecoense e valoriza visibilidade do clube
Chapecoense perde Anderson Leite e Guedes por lesão e tem retorno de Willian Oliveira
Dois jogos abrem a edição de 2020 da Série B do futebol brasileiro nesta sexta
Laterais Alan Ruschel e Rafael Santos reforçam Chapecoense para estreia na Série B
"O mérito da classificação é dos atletas", afirma Umberto Louzer, técnico da Chapecoense
Chapecoense elimina Criciúma nos pênaltis e chega à quinta final seguida no Catarinense
Em vantagem, Chapecoense decide classificação contra o Criciúma à final do Catarinense
Louzer faz alerta sobre vantagem da Chapecoense: "Não adianta sentar no resultado"
Chapecoense já está no Sul do Estado para a decisão contra o Criciúma pelo Catarinense
Chape agenda exames de Thiago Ribeiro e Lucas Tocantins e sonha com ex-Corinthians