Governo apresenta à Fecam ferramenta para ações regionalizadas de combate à pandemia

Carlos Moisés disse que fonte de dados permitiu a tomada de decisões no momento certo

- Publicidade -
 

Os municípios catarinenses agora terão acesso à base de inteligência de dados utilizada pelo governo estadual, para balizar as ações regionalizadas de combate à covid-19. O governador Carlos Moisés (PSL) apresentou a nova ferramenta tecnológica à Federação Catarinense de Municípios (Fecam), durante videoconferência realizada na manhã desta sexta-feira (22).

O governador destacou que a fonte de dados permitiu a tomada de decisões no momento certo, condição fundamental para minimizar os impactos da pandemia em Santa Catarina. “Com esta ferramenta vamos compartilhar com os municípios informações fidedignas e ainda alinhadas ao conceito central do Estado, porém, que permitirão ações regionalizadas”, disse.

Moisés reforçou que o momento é de união e responsabilidade para que o Estado continue apresentando bons resultados. “A saúde é feita no município, estamos nos irmanando a cada um deles para levar adiante a missão principal de salvar vidas, com a retomada consciente da economia”, reiterou. Os indicadores e a forma de utilização da ferramenta serão debatidos.

Na próxima semana, os municípios vão disponibilizar os dados com o Estado, para que as operações tenham início a partir de junho. “Esta aproximação de diálogo construtivo com os municípios traz segurança e agilidade para que possamos diminuir o sofrimento das pessoas nesse trabalho de enfrentamento”, destacou o secretário da Saúde, André Motta Ribeiro.

No momento em que as cidades passam a ter um papel ainda mais importante na estratégia das ações contra o coronavírus, essa novidade foi recebida com otimismo. “Parceria e diálogo com os municípios é fundamental. Vamos trabalhar alinhados, comprometidos e vamos juntos buscar soluções para todos os desafios”, disse o presidente da Fecam, prefeito Saulo Sperotto.

Resultado de um trabalho intersetorial entre técnicos do governo do Estado e de diversas entidades, como Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), Tribunal de Justiça do Estado (TCE-SC), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Social Good Brasil e Data Science Brigade, a ferramenta vai apresentar dados oficiais, atualizados e monitorados em tempo real.

“Temos uma base de dados robusta e transparente. Isso garante apoio importante à tomada segura de decisões dos gestores municipais”, disse o secretário da Administração, Jorge Tasca. Participaram ainda o procurador- chefe MPSC, Fernando Comin, secretário da Fazenda, Paulo Eli, e o chefe da Casa Civil, Amandio João da Silva Jr., além de prefeitos e técnicos em saúde.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Processo licitatório do novo Contorno Viário de Chapecó já está homologado
Vereador de Chapecó pede retorno das atividades turísticas em Santa Catarina
Chapecó acata recomendação e anula estabilidade de servidor com irregularidades em estágio probatório
Empresário afirma à CPI dos Respiradores que queria apenas ajudar Santa Catarina
Atual secretário da Saúde nega participação na compra dos respiradores
Deputados estaduais cobram socorro para o setor leiteiro
TSE decide que convenções partidárias poderão ser realizadas por meio virtual
Comissão Especial de Gestão de Águas realiza sua primeira reunião em Chapecó
Ex-secretário da Saúde nega ter autorizado pagamento antecipado na compra dos respiradores
Polícia apreende drogas, dinheiro e rádios comunicadores em operação em Chapecó