Governo apresenta à Fecam ferramenta para ações regionalizadas de combate à pandemia

Carlos Moisés disse que fonte de dados permitiu a tomada de decisões no momento certo

- Publicidade -
 

Os municípios catarinenses agora terão acesso à base de inteligência de dados utilizada pelo governo estadual, para balizar as ações regionalizadas de combate à covid-19. O governador Carlos Moisés (PSL) apresentou a nova ferramenta tecnológica à Federação Catarinense de Municípios (Fecam), durante videoconferência realizada na manhã desta sexta-feira (22).

O governador destacou que a fonte de dados permitiu a tomada de decisões no momento certo, condição fundamental para minimizar os impactos da pandemia em Santa Catarina. “Com esta ferramenta vamos compartilhar com os municípios informações fidedignas e ainda alinhadas ao conceito central do Estado, porém, que permitirão ações regionalizadas”, disse.

Moisés reforçou que o momento é de união e responsabilidade para que o Estado continue apresentando bons resultados. “A saúde é feita no município, estamos nos irmanando a cada um deles para levar adiante a missão principal de salvar vidas, com a retomada consciente da economia”, reiterou. Os indicadores e a forma de utilização da ferramenta serão debatidos.

Na próxima semana, os municípios vão disponibilizar os dados com o Estado, para que as operações tenham início a partir de junho. “Esta aproximação de diálogo construtivo com os municípios traz segurança e agilidade para que possamos diminuir o sofrimento das pessoas nesse trabalho de enfrentamento”, destacou o secretário da Saúde, André Motta Ribeiro.

No momento em que as cidades passam a ter um papel ainda mais importante na estratégia das ações contra o coronavírus, essa novidade foi recebida com otimismo. “Parceria e diálogo com os municípios é fundamental. Vamos trabalhar alinhados, comprometidos e vamos juntos buscar soluções para todos os desafios”, disse o presidente da Fecam, prefeito Saulo Sperotto.

Resultado de um trabalho intersetorial entre técnicos do governo do Estado e de diversas entidades, como Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), Tribunal de Justiça do Estado (TCE-SC), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Social Good Brasil e Data Science Brigade, a ferramenta vai apresentar dados oficiais, atualizados e monitorados em tempo real.

“Temos uma base de dados robusta e transparente. Isso garante apoio importante à tomada segura de decisões dos gestores municipais”, disse o secretário da Administração, Jorge Tasca. Participaram ainda o procurador- chefe MPSC, Fernando Comin, secretário da Fazenda, Paulo Eli, e o chefe da Casa Civil, Amandio João da Silva Jr., além de prefeitos e técnicos em saúde.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deputado catarinense que tenta derrubar restrições da covid-19 tem liminar negada
Sem ajuda federal, salários dos servidores estariam atrasados em Santa Catarina
Leis sobre animais em hospitais e prevenção a acidentes com moto entram em vigor
Sancionada lei que dispensa cumprimento de 200 dias letivos em SC
Justiça levanta sigilo de Operação deflagrada em Major Vieira
Vice-governadora participa de reunião do Centro Empresarial de Chapecó
Mais de R$ 176 milhões são repassados pelo governo de SC para 281 municípios
MPSC e Polícia Civil deflagram operação de combate à corrupção no Planalto Norte
Governador lamenta abertura de processo de impeachment “sem fundamento jurídico”
Aberto oficialmente o impeachment do governador e da vice de Santa Catarina