Governo do Estado e setor agroindustrial discutem ações para garantir segurança nas atividades

Os frigoríficos e as indústrias da carne são responsáveis por 60 mil empregos em Santa Catarina

- Publicidade -
 

A construção de um protocolo de atuação priorizando a saúde de funcionários e a segurança nas atividades do setor produtivo da agroindústria foram tema de reunião entre o governador Carlos Moisés, líderes do setor, secretários de Estado e deputados que integram a Comissão de Agricultura e Política Rural na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).

No encontro na Casa d´Agronômica, na tarde desta quinta-feira (21), representantes das entidades ligadas à agroindústria catarinense elogiaram o trabalho do governo do Estado nas ações de enfrentamento à covid-19. Moisés reforçou a importância do diálogo no alinhamento das ações, informou que o Estado também já trabalha junto do Ministério da Agricultura na construção do modelo mais adequado e seguro.

“Preservar a vida continua sendo a prioridade absoluta. Tenho certeza que com a contribuição de todos os técnicos e representantes do setor, encontraremos a melhor solução para manter a segurança e a saúde de quem atua nesta cadeia produtiva essencial para Santa Catarina”, frisou o governador.

A importância do diálogo entre o governo do Estado e o setor também foi apresentada pelo presidente da Associação Catarinense de Avicultura (Acav), José Antônio Ribas Júnior. “Temos aqui em Santa Catarina a melhor agroindústria e isso foi construído com diálogo e parceria, como deverá continuar neste momento desafiador”, disse.

Ele ainda destacou que as medidas adotadas pelo governo do Estado desde o início da pandemia deram condições de segurança e de manutenção das atividades, com rigorosos protocolos de atuação. “Santa Catarina mais uma vez é exemplo. Nossos objetivos são convergentes com os do Governo do Estado. Cuidar da saúde das pessoas e da economia. Estamos aqui convictos de que é juntos que vamos vencer esta situação”, completou.

União de esforços entre entidades

O desempenho de Santa Catarina no enfrentamento à pandemia e a união de forças para vencer os desafios impostos pela pandemia ao setor também foram destacados pelo presidente da Comissão de Agricultura e Política Rural, deputado Zé Milton e o deputado também integrante da Comissão, coronel Mocellin.

“Nós vamos ampliar o diálogo, vamos construir em conjunto a melhor alternativa. Temos essa condição em razão do trabalho sério e responsável até aqui”, reiterou o chefe da Casa Civil, Amandio João da Silva Junior.

Também participaram da reunião o secretário interino da Agricultura, Ricardo Miotto, o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, representante do Sindicarnes, Rui Vargas e Dilvo Casagranda, da Cooperativa Central Aurora Alimentos.

Produção catarinense

Santa Catarina é um grande produtor de alimentos, reconhecido internacionalmente pela qualidade e pela segurança da sua produção. Os frigoríficos e as indústrias da carne são responsáveis por 60 mil empregos diretos e 18 mil produtores integrados (suínos e aves). O agronegócio responde por aproximadamente 30% do Produto Interno Bruto (PIB) e por mais de 70% das exportações do estado no primeiro quadrimestre de 2020.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Processo licitatório do novo Contorno Viário de Chapecó já está homologado
Vereador de Chapecó pede retorno das atividades turísticas em Santa Catarina
Chapecó acata recomendação e anula estabilidade de servidor com irregularidades em estágio probatório
Empresário afirma à CPI dos Respiradores que queria apenas ajudar Santa Catarina
Atual secretário da Saúde nega participação na compra dos respiradores
Deputados estaduais cobram socorro para o setor leiteiro
TSE decide que convenções partidárias poderão ser realizadas por meio virtual
Comissão Especial de Gestão de Águas realiza sua primeira reunião em Chapecó
Ex-secretário da Saúde nega ter autorizado pagamento antecipado na compra dos respiradores
Polícia apreende drogas, dinheiro e rádios comunicadores em operação em Chapecó