Jogadores da Chape se reúnem para mostrar insatisfação por atrasos de pagamento

Atletas estão com seis meses de imagem e o salário de outubro atrasados

- Publicidade -
 

Virtualmente rebaixada e em crise financeira, a Chapecoense enfrenta o Grêmio neste domingo (10), às 19h, na Arena Condá, pela 31ª rodada da Série A do futebol brasileiro. Este é o último compromisso da equipe do Oeste catarinense em casa diante de um adversário com forte apelo na região.

A diretoria vê a partida como oportunidade de lucrar. E vai. Os gremistas esgotaram os 3,4 mil ingressos da ala sul e tiveram mais 1,3 mil liberados para a ala leste, em um espaço reservado. O bilhete nestes setores custa R$ 150 (R$ 75 a meia-entrada). O torcedor verde-branco também paga R$ 150 na geral (alas leste e norte), R$ 180 nas cadeiras descobertas, R$ 200 nas cadeiras cobertas laterais e R$ 250 nas cadeiras cobertas centrais. A bilheteria do estádio funciona das 9h às 12h, neste sábado (9), e a partir das 12h no domingo.

A renda será muito bem-vinda. O Verdão deve seis meses de direito de imagem aos jogadores – corresponde a 40% dos vencimentos – e o salário (60%) de outubro, conforme informação o presidente Paulo Magro. Em uma demonstração de descontentamento com os atrasos, o grupo de jogadores se reuniu por 15 minutos no gramado do CT da Água Amarela sem o uniforme, com o técnico Marquinhos Santos, antes das atividades da tarde desta sexta-feira (8). Depois, foram ao vestiário, seguiram para o treino e informaram que darão sequência aos compromissos normalmente.

Dinheiro do patrocínio

Antes, Paulo Magro havia se reunido na Arena Condá com uma comissão formada por atletas para tratar dos pagamentos que não vêm sendo feitos. A direção prevê o pagamento do valor em carteira na semana que vem, após a entrada de US$ 1,4 milhão (cerca de R$ 5,8 milhões) do novo patrocinador, a criptomoeda USD Soccer. O depósito já foi feito, faltando questões burocráticas para utilizar o dinheiro. Dois meses de imagem também devem ser quitados com o patrocínio.

Demais duelos em casa

Depois do Grêmio, os próximos desafios como mandante no Brasileirão serão contra Ceará (17/11), Botafogo (27/11) e CSA (4/12). A Chape está em penúltimo lugar com 22 pontos, 12 atrás do primeiro time fora da zona de rebaixamento, o Cruzeiro, faltando apenas sete rodadas para o fim do campeonato.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Site esportivo da Itália sobre o momento da Chapecoense: falência e rebaixamento
Em reformulação fora de campo, Chapecoense começa a anunciar novos dirigentes após renúncias
Revelação da base, Hiago é o único zagueiro da Chapecoense em condição de jogo
Chapecoense pode ser rebaixada, matematicamente, na próxima rodada do Brasileirão
Chape paga salário dos funcionários com renda do último jogo. Atletas ainda esperam
Chapecoense perde para o Grêmio e fica a um passo da Série B
Chapecoense tem a volta de Camilo para enfrentar o Grêmio na Arena Condá pelo Brasileirão
Marquinhos Santos tenta vencer a primeira partida na Arena Condá pela Chapecoense
Jogadores da Chape se reúnem para mostrar insatisfação por atrasos de pagamento
Vice de futebol da Chapecoense, Cleimar Spessatto vai renunciar após o Brasileirão