Jogo da Cooperação na Arena Condá celebra os 50 anos da Aurora Alimentos

Amistoso reuniu diretores e funcionários da cooperativas, além de convidados, com destaque para ex-jogadores como Jakson Follmann

- Publicidade -
 

A cooperação é um ato indispensável no futebol. O dicionário diz que o verbo cooperar significa “atuar, juntamente com outros, para um mesmo fim; contribuir com trabalho, esforços, auxílio; colaborar”. O jogador que balança a rede ganha notoriedade, mas o gol é o efeito de uma construção coletiva.

Portanto, nada mais justo que o esporte mais popular do Brasil fizesse parte da programação festiva dos 50 anos da Coopercentral Aurora Alimentos. A comemoração do cinquentenário de uma das maiores cooperativas do Brasil teria de ser em um palco especial. E foi. As portas da Arena Condá, a casa da Chapecoense, foram abertas para receber um jogo diferente na noite desta sexta-feira (12).

As estrelas da partida não foram os atletas do Verdão. Diretores e funcionários da empresa entraram em um campo que recebe jogos da Série A do futebol brasileiro, para celebrar a amizade e a parceria. Dirigentes e ex-jogadores de Chape, Ypiranga e Atlântico Futsal – ambos de Erechim (RS) –, clubes patrocinados pela Aurora, além de convidados, também participaram da festa.

Camisa 50 às costas

Todos os craques da cooperação usaram camisa da Chapecoense com o número 50 às costas. Havia o nome do jogador para diferenciar. Apresentações musicais e de dança incrementaram o evento. Com a bola rolando, o time de verde levou a melhor. Venceu por 3 a 1, com gols de Carlinhos Moro, Caciano e Clodoaldo. Ildo marcou para a equipe de branco.

Um dos seis sobreviventes da tragédia aérea da Chape, em novembro de 2016, na Colômbia, o ex-goleiro Jakson Follmann foi o centroavante da equipe verde no primeiro tempo. Ele teve parte da perna direita amputada – usa prótese desde então – e hoje atua no clube como embaixador. O ex-goleiro Nivaldo também jogou.

Mais de 600 litros de leite doados

O time de verde ganhou, mas o sentimento de vitória era comum entre os jogadores das duas equipes. Um show pirotécnico serviu como trilha para cumprimentos e abraços ao fim do duelo. O placar ficou em último plano. De importante mesmo, o espírito de cooperação. A entrada era gratuita, mas o público doou 676 litros de leite, que serão entregues a instituições sociais de Chapecó. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Prova de ciclismo liga Brasil e Argentina pelo Oeste catarinense
Sobre duas rodas! Prova de enduro percorre trilhas do interior de Chapecó
Concórdia conquista seis pontos em um só dia na Segundona catarinense
Concórdia busca a reação na Segundona com a estreia de Celso Rodrigues
Chapecoenses marcam presença no rali Transcatarina
Escolinha do Grêmio de Chapecó conquista título da Copa Lawn na Argentina
Equipes do Oeste catarinense conquistam 42 medalhas em competições estaduais
Ex-Chapecoense, Celso Rodrigues é anunciado como novo técnico do Concórdia
Nasareno Silva deixa o comando do Concórdia
Concórdia é superado pelo Inter de Lages