Mãe de bebê que morreu em Chapecó é presa pela Polícia Civil

Primeiramente havia a suspeita de que o bebê havia morrido por engasgamento, mas o laudo médico apontou outra causa

- Publicidade -
 

A mãe da bebê que morreu no dia 24 de junho, em princípio por engasgamento, no bairro Efapi em Chapecó, foi presa por suspeita de homicídio. A prisão ocorreu, após o laudo médico apontar outra causa para a morte da criança recém-nascida.

Após o registro da ocorrência, a Polícia Civil abriu um inquérito sobre a morte do bebê. A suspeita teve a prisão decretada no sábado (27), após a Divisão de Investigação Criminal (DIC) concluir que a morte foi por um traumatismo craniano.

Segundo o delegado Vagner Papini, após sair os resultados do laudo médico, a mulher de 21 anos foi ouvida na sexta-feira (29) e logo após a Polícia Civil representou pela prisão preventiva da mulher.

::. Acompanhe as últimas notícias de Chapecó e região

O Poder Judiciário e Ministério Público analisaram a demanda e expediram o mandado de prisão no sábado (27), que foi cumprido pela Polícia Civil. O inquérito deverá ser finalizado nos próximos dias e então remetido ao Poder Judiciário que dará continuidade ao processo. Somente após concluído o inquérito mais detalhes do caso poderão ser informados pela Polícia Civil.

Relembre o caso

Um bebê morreu na tarde do dia 24 de junho em Chapecó. O caso foi registrado por volta das 15h30 no bairro Efapi. A Polícia Militar foi chamada pelo Samu, para dar apoio na ocorrência em que uma mulher estava pedindo por socorro, pois, uma bebê de um mês de vida, estaria engasgada e não apresentava sinais vitais.

No local, os policiais se depararam com a bebê deitada em um bebê-conforto, com muitas roupas, touca na cabeça, apresentando a pele muito branca e sem os sinais vitais. Segundo informações repassadas pela Polícia Militar, a bebê ainda teria alguns hematomas na face.

Os policiais desobstruíram as vias aéreas da criança e perceberam uma grande quantidade de leite na via aérea da bebê. Após fazer manobras para desobstruir, perceberam que não tiveram sucesso e então tentaram manobras de reanimação até a chegada da equipe do Samu que assumiu a ocorrência. Após inúmeras tentativas de reanimação pela equipe Samu, a morte do bebê foi confirmada.

Segundo a PM, além dos hematomas na face, a bebê também apresentava suspeita de fraturas na cabeça. Após encerrar a ocorrência a Polícia Civil passou a investigar o caso.

A Policia Civil e Instituto Geral de Perícias (IGP), foram ao local para fazer uma perícia na cena dos fatos. Eles levaram o corpo da bebê para realizar o exame de corpo de delito e conduziram a mãe e a amiga que estava junto para prestar depoimento na delegacia.

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Polícia prende homem que estuprou vizinha de oito anos em Chapecó
Maconha, cocaína e R$ 17 mil são apreendidos em Chapecó
Comércio de galinhas vira caso de polícia em Dionísio Cerqueira
Três são presos por repassar notas falsas em Xanxerê
Polícia prende suspeito que invadiu casa e estuprou adolescente em Chapecó
PRF flagra duas carretas com excesso de altura em Concórdia
Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Videira
Mais infrações de trânsito, apreensões de armas e drogas em SC, aponta relatório da PRF
Casal é preso dentro de motel por tráfico de drogas
Golpe dos leilões é alvo de alerta do TJSC