Microempreendedorismo:Artesanato que mudou a vida de Serenite

Microempreendedora apostou na produção de chinelos decorados artesanalmente para ter sua renda e também ficar mais perto da filha

- Publicidade -
 

O número de microempreendedores cresce e se fortalece a cada dia no Brasil. Com a dificuldade em arranjar um emprego, a modalidade foi uma alternativa para quem queria trabalhar de forma alternativa, mas dentro dos amparos legais e com segurança jurídica e opção de consolidar a atividade profissional.


E essa foi a opção de Serenite Aparecida de Freitas ainda no ano de 2013. Com dificuldade em arrumar um trabalho flexível e que permitisse ajudar sua filha – que teve o corpo queimado após um incêndio em casa – foi no microempreendedorismo que ela viu a oportunidade de ter a própria renda, ajudando no tratamento da filha e na reconstrução da casa da família.


Com a indicação de uma amiga, Serenite investiu em um trabalho que trouxe uma renda extra para sua família por meio do artesanato em chinelos. “Comecei com poucas peças e hoje tenho muitos clientes de Chapecó e de outros municípios, até mesmo um grupo no whatsapp. Às vezes, as pessoas acham que não existe uma luz no fim do túnel, mas tem. A gente precisa lutar e nunca desistir”, enfatiza.


Com o empreendimento, Serenite além de reconstruir a casa conseguiu também comprar uma motocicleta. Atualmente, ela segue potencializando seus negócios e ampliando a produção de seus chinelos.  

 

Ajuda para quem quer empreender


Conforme dados da Prefeitura de Chapecó, a cidade já contabiliza mais de 10,2 mil negócios classificados como microempreendedores individuais.


Para desenvolver esta modalidade jurídica, a Credioeste atua para incrementar os negócios ao facilitar o acesso ao crédito para micro e pequenos empresários. “Somos uma organização sem fins lucrativos que trabalha para que os empreendedores tenham segurança para investir e expandir suas empresas. Acreditamos que o potencial empreendedor desperta onde há oportunidades, e Chapecó tem mostrado diversos caminhos que levam ao sucesso nos negócios”, afirma a gerente executiva da Credioeste, Marcia Biffi.


A concessão de crédito para negócios é uma das categorias mais visadas dentre as pessoas que procuram a Credioeste. Com ela, é possível investir em capital de giro (com a compra de matéria-prima e produtos para estoque) e em capital fixo (para o auxílio na compra de máquinas, equipamentos e reformas).


“A busca pelo microcrédito tem crescido exponencialmente. Com condições acessíveis é possível fazer com que o empreendimento prospere e nós temos as linhas de crédito certas para auxiliar os microempreendedores a crescerem nos seus negócios”, reforça.

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Medidas para minimizar prejuízos com a estiagem no meio rural são anunciadas em SC
Atenção, empresários! Crédito para folha de pagamento já está disponível nos bancos
"Temos que manter respirando e oxigenada a economia brasileira", afirma ministro
Receita Federal adia prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda
Caixa começa a pagar nesta quarta-feira (1º) o saque-aniversário
BRDE anuncia medidas de apoio a empresas do Sul
Preço do gás de cozinha terá redução de 10%
Bancos prorrogam pagamentos de dívidas por 60 dias
Cenoura e ovos têm maior aumento no cesto básico em Chapecó
Feirão da Serasa renegocia dívidas com desconto de até 98%