Ministério da Saúde está preocupado com a pandemia na região Sul

Chegada do inverno pode intensificar casos da doença em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul

- Publicidade -
 

Em coletiva à imprensa, no fim da tarde desta quarta-feira (25), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, confirmou sua preocupação com os estados do Sul em relação ao novo coronavírus e a aproximação do período de inverno. “Preocupa-nos a pandemia com a chegada do inverno, principalmente na região Sul, no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O frio pode intensificar os registros da doença nestes estados”, comentou o ministro.

O número de mortes decorrentes do Covid-19 chegou a 57, segundo atualização do Ministério da Saúde publicada quarta-feira. Pela primeira vez desde o início da pandemia, foram registradas mortes fora dos epicentros do surto no País, que é São Paulo e Rio de Janeiro. Falecimentos em razão do coronavírus ocorreram em Pernambuco, no Rio Grande do Sul e no Amazonas.

O total de mortes marca um aumento de 11 em relação ao registrado terça-feira (24), quando foram contabilizados 46 vítimas que vieram a óbito por conta da infecção. Na segunda-feira (23), eram 25 falecimentos. Do total de mortos, 48 foram em São Paulo, seis no Rio de Janeiro, uma no Amazonas, uma no Rio Grande do Sul e uma em Pernambuco.

O total de casos confirmados saiu de 2.201, de terça-feira, para 2.433 casos confirmados quarta-feira. O resultado marcou um aumento de 28% nos casos em relação ao início da semana, quando foram contabilizadas 1.891 pessoas infectadas. Como local de maior circulação do coronavírus no País, São Paulo também lidera o número de pessoas infectadas, 862 casos confirmados.

Em seguida, o Rio de Janeiro (370), Ceará (200), Distrito Federal (160), Minas Gerais (133) e Rio Grande do Sul (123). Também registram casos confirmados Santa Catarina (122), Bahia (84), Paraná (81), Amazonas (54), Pernambuco (46), Espírito Santo (39), Goiás (29), Mato Grosso do Sul (24), Acre (23), Sergipe (16), Rio Grande do Norte (14), Alagoas (11), Mato Grosso (oito), Maranhão (oito), Piauí (oito), Roraima (oito), Tocantins (sete), Pará (sete), Rondônia (cinco), Paraíba (três), e Amapá (um).

O Ministério da Saúde recomenda o isolamento a quem apresenta sintomas da Covid-19 e a moradores da mesma residência do paciente sintomático, bem como, a idosos acima de 60 anos, pelo prazo de 14 dias. Uma vez terminado esse período, não haveria mais necessidade da medida, a não ser em casos de uma condição médica específica.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Governo do Estado registra a segunda morte pelo novo coronavírus em Santa Catarina
Ministérios vão agir de forma integrada durante a crise do novo coronavírus
Casos de coronavírus sobem para 219 em Santa Catarina
Com escolas em quarentena, Startup leva simulado do ENEM on-line a estudantes
Senado aprova benefício de R$ 600 a autônomos e informais
Câmara Municipal de Chapecó realiza sessão ordinária virtual
Centro de Triagem para pacientes com sistemas respiratórios já funciona em São Miguel do Oeste
Como se comportar nas compras para diminuir risco de contrair o novo coronavírus
Sobe para 159 o número de mortes por causa do coronavírus no Brasil
Senai oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos à distância durante pandemia do coronavírus