Mundo Pet de pássaros movimenta a economia em Chapecó

Fábrica Belas Aves produz cereais para 80% dos criadores da região

- Publicidade -
 

Cada vez mais, os pets dividem espaços com seus donos em um comportamento tão próximo dos humanos, que exigem uma série de cuidados especiais. Os pássaros estão entre os animais domésticos mais comuns e, por isso, o número de comércios especializadas em produtos para esta categoria cresceu muito nos últimos anos.

>> Últimas notícias <<

Exemplo disso é a Fábrica de Cereais Belas Aves, localizada na SC-283, km 87, em Chapecó. Há nove anos no município, a Belas Aves possui um terreno de 6 mil metros quadrados e uma área construída de 830 metros quadrados. O espaço conta com máquinas e equipamentos modernos utilizados para produzir cereais para diferentes espécies de pássaros. 

Por mês, a Belas Aves produz cerca de 20 toneladas de cereais, que são distribuídos para diversas regiões do Brasil. Somente no Oeste de Santa Catarina, cerca de 80% dos criadores de pássaros domésticos compram cereais da Fábrica, incluindo os associados da Sociedade Oeste Catarinense de Ornitologia (SOCO). 

As sementes utilizadas nas formulações feitas pela Fábrica vêm de países como a Argentina, Bélgica e Canadá. “São sementes diferenciadas, de excelente qualidade, que garantem a saúde e a beleza dos pássaros que as consomem”, explica o sócio proprietário da Belas Aves, Eluzardo Anzolin. 

Eluzardo destaca que muitos de seus clientes são associados da SOCO e relata que a qualidade dos cereais que os pássaros consomem reflete nas premiações que os criadores conquistam. “Nós acabamos fazendo amizade com os criadores e comemoramos com eles essas conquistas, porque nos sentimos parte do processo”, acrescenta o empresário. 

Na última edição do Campeonato Brasileiro de Ornitologia, que ocorreu em São Paulo entre os dias 10 e 20 de julho, mais de 80 aves de Chapecó foram premiadas. Em dez dias de feira e competições, os criadores de Chapecó trouxeram para o Estado mais de 200 títulos. Diversas aves ficaram com o primeiro e segundo lugar nas categorias canários, pombas exóticas, calopsitas, quarteto rosela adcitus e agapornis.

Geração de empregos 

Além dos benefícios aos criadores da SOCO e a movimentação econômica que o negócio traz para toda a região, a Belas Aves também gera empregos. Atualmente, a Fábrica conta com sete funcionários diretos e dois indiretos.

Um deles é o operador José dos Santos, que trabalha na Belas Aves há 4 anos. “Essa é a principal fonte de renda da minha família. É um trabalho muito bom que eu desconhecia antes de começar aqui. Estou muito feliz e satisfeito”, conta.

A Belas Aves também participa indiretamente da geração de empregos de diversos fornecedores e clientes, como representantes comerciais, agropecuárias, distribuidoras e supermercados. 

Sobre a SOCO

A Sociedade Oeste Catarinense de Ornitologia (SOCO) foi fundada em 1989 por um grupo envolvido com a criação de pássaros. O objetivo da associação é a união em prol da sociedade e dos cuidados com os pássaros. Atualmente, o grupo conta com cerca de 60 associados de toda a região. Os encontros são mensais. 

Com uma sede própria de 700 metros quadrados e estrutura de 4,5 mil gaiolas, a entidade realiza de três a cinco eventos anuais. Nos eventos, a SOCO reúne até 3 mil pássaros. Os associados participam de campeonatos como a Copa Brasil de Bico Torto, Copa Mista de Canários, além de regionais realizadas na sede ou em outros clubes próximos.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Balcão de Empregos está com 236 vagas disponíveis em Chapecó
Em busca de solução para evitar a saída da Aurora de Xaxim
Empresas associadas da ACIC são classificadas em ranking nacional
Renovigi é eleita a Média Empresa que mais cresce no Brasil
SC fatura US$ 2 bilhões com exportação de carnes em 2019
Salão do Imóvel tem edição especial
Com novos saques, aplicativo do FGTS lidera ranking em loja virtual
MEIs de SC têm a segunda maior renda média mensal do Brasil
Caixa abre neste sábado (14) e terá horário ampliado para saques do FGTS
Perguntas e respostas: Código do Consumidor completa 29 anos