“O bem-estar do catarinense é a nossa bandeira”, diz Mauro De Nadal

Em entrevista exclusiva, deputado estadual fala sobre ações na Alesc e em defesa das pautas da região Oeste, como melhorias nas rodovias, nas áreas de saúde e educação e na agricultura

- Publicidade -
 

Mauro De Nadal tem 48 anos e é natural de Caibi, mas construiu sua trajetória pessoal e política em Cunha Porã. Formado em Direito, cursou a Escola da Magistratura e tem especialização em Gestão Pública. É filiado ao MDB, antigo PMDB, seu único partido. Foi prefeito de Cunha Porã por dois mandatos consecutivos (2001/2004 e 2005/2008).

Neste período, o município foi o segundo que mais cresceu economicamente em SC. Foi ainda secretário Regional de Palmitos em 2009 e efetivado como deputado estadual em 2012, sendo reeleito em 2014 com 54.110 votos e em 2018 com 42.507 votos. Foi líder da Bancada do MDB e presidente da CCJ (2013, 2014 e 2016). Atualmente é o 1º vice-presidente da Alesc.

Como o deputado avalia os primeiros meses de mandato?

Um ano marcado por mudanças significativas na administração catarinense. Um novo governo e novos parlamentares. Pautas complexas, como os incentivos fiscais concedidos às empresas e a reforma administrativa do governo, fortaleceram o diálogo entre os Poderes. O ano de 2019 também é marcado pelos desafios no desempenho das funções do cargo de vice-presidente da Alesc.

Quais foram as principais ações desenvolvidas até o momento?

Desde o primeiro mandato, foram apresentadas ao Parlamento mais de 500 matérias, entre Projetos de Lei, Indicações e Requerimentos. Destaque para os projetos da Carteirinha de Identificação do Autista, destinação correta dos animais mortos, que resultou no Projeto Recolha, a articulação junto ao governo do Estado para a isenção do ICMS na produção da energia fotovoltaica.

::: Participe do nosso grupo de WhatsApp :::

Ainda podemos citar a inclusão dos portadores da Síndrome de Von Recklinghausen (neurofibromatose) no rol de portadores de necessidades especiais e, com isso, terem acesso aos benefícios previstos na legislação; o reconhecimento no âmbito estadual da profissão de Condutor de Ambulância.

Outra lei de nossa autoria e entrou em vigor em julho deste ano foi a proibição do ingresso de representantes de agências de modelos nas escolas públicas estaduais foi sancionada neste ano. Em tramitação ainda na Alesc, o projeto de lei que trata sobre a Redução das Faixas de Domínio nas rodovias estaduais, em perímetros urbanos.

Enquanto deputado, quais são as principais bandeiras e lutas do mandato?

O bem-estar do catarinense é a nossa bandeira. Participamos de ações na área da saúde, para a implantação da Oncologia em São Miguel do Oeste e a oncologia infantil em Chapecó. Na infraestrutura, da continuidade e a busca incessante para a melhoria das estradas catarinenses bem como as obras das rodovias federais.

A educação recebe uma atenção especial com a cobrança para obras de melhorias nos educandários. Já o setor agrícola recebe a nossa atenção para a manutenção da agricultura familiar por meio da agregação de valores aos produtos cultivados, à manutenção da isenção do ICMS nos defensivos agrícolas e cobranças para normativas federais.

::: Acompanhe as últimas notícias de Chapecó e região :::

Quais as maiores necessidades da região Oeste? Como resolver os maiores gargalos?

Infraestrutura e saúde são as maiores necessidades. Para resolver esses gargalos precisamos que o governo veja a nossa região como parte do seu território e seja sensível a essas demandas.

Como é a relação com o Governo do Estado? Como avalia as ações do governador Carlos Moisés?

A relação com o governo é republicana. Minha avaliação e que o governo está implementando o seu jeito de governar, fazendo os ajustes que ele entende necessários para atender as propostas feitas na eleição.

Como avalia a atuação do governo federal? O que é preciso para o Brasil sair da crise?

O governo federal está implantando sua cartilha. Início de governo, difícil avaliar. Para sair da crise o Brasil precisa fazer as reformas necessárias para ajustar a máquina e fazer o País se desenvolver e gerar oportunidades: previdência, tributária e política.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

PL do rescaldo dos benefícios fiscais chega à Assembleia Legislativa
Alesc homenageia os 50 anos da Cooperativa Aurora
Rodovia SC-160 passa a se chamar Rodovia Milton Sander
Município de Águas Frias promove eventos comemorativos
Ex-prefeito de Nova Itaberaba perde direitos políticos por três anos
Secretário de Cordilheira Alta descarta possibilidade de fusão
Reforma da Previdência é promulgada pelo Congresso
Bolsonaro assina Medida Provisória que extingue o Dpvat
Lideranças lançam Frente Parlamentar em Favor da Nova Rota do Milho
Julgamento da apelação criminal do ex-presidente Lula será dia 27