“O bem-estar do catarinense é a nossa bandeira”, diz Mauro De Nadal

Em entrevista exclusiva, deputado estadual fala sobre ações na Alesc e em defesa das pautas da região Oeste, como melhorias nas rodovias, nas áreas de saúde e educação e na agricultura

- Publicidade -
 

Mauro De Nadal tem 48 anos e é natural de Caibi, mas construiu sua trajetória pessoal e política em Cunha Porã. Formado em Direito, cursou a Escola da Magistratura e tem especialização em Gestão Pública. É filiado ao MDB, antigo PMDB, seu único partido. Foi prefeito de Cunha Porã por dois mandatos consecutivos (2001/2004 e 2005/2008).

Neste período, o município foi o segundo que mais cresceu economicamente em SC. Foi ainda secretário Regional de Palmitos em 2009 e efetivado como deputado estadual em 2012, sendo reeleito em 2014 com 54.110 votos e em 2018 com 42.507 votos. Foi líder da Bancada do MDB e presidente da CCJ (2013, 2014 e 2016). Atualmente é o 1º vice-presidente da Alesc.

Como o deputado avalia os primeiros meses de mandato?

Um ano marcado por mudanças significativas na administração catarinense. Um novo governo e novos parlamentares. Pautas complexas, como os incentivos fiscais concedidos às empresas e a reforma administrativa do governo, fortaleceram o diálogo entre os Poderes. O ano de 2019 também é marcado pelos desafios no desempenho das funções do cargo de vice-presidente da Alesc.

Quais foram as principais ações desenvolvidas até o momento?

Desde o primeiro mandato, foram apresentadas ao Parlamento mais de 500 matérias, entre Projetos de Lei, Indicações e Requerimentos. Destaque para os projetos da Carteirinha de Identificação do Autista, destinação correta dos animais mortos, que resultou no Projeto Recolha, a articulação junto ao governo do Estado para a isenção do ICMS na produção da energia fotovoltaica.

::: Participe do nosso grupo de WhatsApp :::

Ainda podemos citar a inclusão dos portadores da Síndrome de Von Recklinghausen (neurofibromatose) no rol de portadores de necessidades especiais e, com isso, terem acesso aos benefícios previstos na legislação; o reconhecimento no âmbito estadual da profissão de Condutor de Ambulância.

Outra lei de nossa autoria e entrou em vigor em julho deste ano foi a proibição do ingresso de representantes de agências de modelos nas escolas públicas estaduais foi sancionada neste ano. Em tramitação ainda na Alesc, o projeto de lei que trata sobre a Redução das Faixas de Domínio nas rodovias estaduais, em perímetros urbanos.

Enquanto deputado, quais são as principais bandeiras e lutas do mandato?

O bem-estar do catarinense é a nossa bandeira. Participamos de ações na área da saúde, para a implantação da Oncologia em São Miguel do Oeste e a oncologia infantil em Chapecó. Na infraestrutura, da continuidade e a busca incessante para a melhoria das estradas catarinenses bem como as obras das rodovias federais.

A educação recebe uma atenção especial com a cobrança para obras de melhorias nos educandários. Já o setor agrícola recebe a nossa atenção para a manutenção da agricultura familiar por meio da agregação de valores aos produtos cultivados, à manutenção da isenção do ICMS nos defensivos agrícolas e cobranças para normativas federais.

::: Acompanhe as últimas notícias de Chapecó e região :::

Quais as maiores necessidades da região Oeste? Como resolver os maiores gargalos?

Infraestrutura e saúde são as maiores necessidades. Para resolver esses gargalos precisamos que o governo veja a nossa região como parte do seu território e seja sensível a essas demandas.

Como é a relação com o Governo do Estado? Como avalia as ações do governador Carlos Moisés?

A relação com o governo é republicana. Minha avaliação e que o governo está implementando o seu jeito de governar, fazendo os ajustes que ele entende necessários para atender as propostas feitas na eleição.

Como avalia a atuação do governo federal? O que é preciso para o Brasil sair da crise?

O governo federal está implantando sua cartilha. Início de governo, difícil avaliar. Para sair da crise o Brasil precisa fazer as reformas necessárias para ajustar a máquina e fazer o País se desenvolver e gerar oportunidades: previdência, tributária e política.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Projeto de Lei institui Janeiro Branco em Chapecó
Ministério Público firma TAC com Câmara de Irani para diminuir gastos com diárias
Comissão discute isenção do ICMS na compra de veículos por pessoas com deficiência
Audiência ouvirá dirigentes de sindicatos sobre reforma da previdência
Governador libera recursos para Chapecó e região
Estado e município assinam convênio para novo Contorno Viário em Chapecó
Uma nova etapa no atendimento à população do grande Oeste, diz diretor do HRO
Convênio garante novo Contorno Viário em Chapecó
Nova ala no Hospital Regional do Oeste será entregue nesta sexta-feira (21)
Reajuste do salário mínimo estadual segue para sanção do governador