Óleo de coco extravirgem: o alimento que reforça naturalmente sua imunidade

- Publicidade -
 

Um aspecto importante da alimentação do nosso dia a dia é a inclusão de alimentos que promovam saúde e previnam possíveis doenças causadas pela má nutrição, fungos e bactérias que, entre outros problemas, podem comprometer o nosso sistema imunológico.

Neste sentido, o óleo de coco extravirgem, alimento funcional consagrado entre os consumidores, chefs e profissionais de nutrição, tanto para uso na estética como na gastronomia, desempenha papel essencial se incorporado na alimentação cotidiana, reforçando a imunidade, proporcionando disposição e bem-estar para o enfrentamento das atividades e do estresse do cotidiano.

::: Últimas notícias

Num artigo de 2019, de autoria de Fabian M. Dayrit, Ph.D, da Universidade Ateneo de Manila e Mary Newport, MD, da Springhill Nematology da Flórida, EUA, os pesquisadores confirmaram o que se sabe há muitos anos, que o ácido láurico é um ácido graxo de cadeia média que compõe cerca de 50% do óleo de coco, monolaurina, um metabólito que é produzido naturalmente pelas enzimas do próprio corpo.

O estudo demonstrou que o ácido láurico, presente naturalmente no leite materno, tem no óleo de coco o único alimento que também contém a substância, possui propriedades antifúngicas, sendo benéfico inclusive para o combate à síndrome fungicida, o que contribui para o reforço do sistema imunológico. O consumo do óleo mostrou  ser eficaz para a melhora da imunidade.

O óleo de coco é um alimento rico em TCM (triglicerídeos de cadeia média) que fornece inúmeros benefícios para a saúde com efeitos metabólicos distintos. O TCM mais presente no óleo de coco é o ácido láurico (50,7% do total de ácidos graxos), seguido do ácido caprílico (8,2% do total de ácidos graxos) e ácido cáprico (6,4% do total de ácidos graxos). Dessa forma, o óleo de coco contém mais de 65% de TCM do seu total de gordura.

Para a Mariana Bechelli, nutricionista clínica funcional, de São Paulo, “o óleo de coco aliado à uma alimentação saudável e a prática regular de atividade física, tem função positiva na imunidade, por ser o óleo vegetal com maior quantidade de ácido láurico, com ações que combatem inúmeras infecções, como fungos e leveduras, favorecendo o sistema imunológico”.
  
Formas de aplicação e dicas para consumo

O óleo de coco tem densidade energética considerável, e de acordo com a necessidade de cada um, a nutricionista destaca: “Divido a dose diária indicada (duas colheres), sempre no final da tarde em que há uma baixa da serotonina, quando dá aquela vontade de comer doce, um impulso para se alimentar e que tem uma resposta bem positiva ao paciente. Para quem for praticar atividade física, indico o uso de manhã, antes de correr, por exemplo, aproveitando a energia que vem produto. Na minha avaliação a melhor forma de consumo do óleo de coco extravirgem é prensado a frio, com selo de autenticidade e pureza, o que garante a qualidade”.

Bechelli diz ainda que a melhor forma de consumo do óleo de coco, para aproveitar suas propriedades nutricionais e o melhor sensorial. Para ela a aplicação é mais eficaz se for in natura, sem aquecer adicionado a abacate com cacau, por exemplo, para temperar ou no café. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Você sabia que alergia tem tudo a ver com a qualidade do sono?
Em tempos de pandemia, atenção para evitar doenças da visão
Dia da pizza: saiba como deixar sua receita mais saudável
Farmacêutica dá dicas para melhorar a imunidade
Como mediar conflitos em casa durante o período de isolamento social
Crianças deprimidas por causa da pandemia: como ajudar?
Relações digitais: como humanizar os contatos em tempos de isolamento
Atividade física melhora condicionamento cardiorrespiratório e auxilia pessoas com asma
Coronavírus x obesidade: 7 a cada 10 brasileiros estão acima do peso
5 passos para a higienização correta de frutas, verduras e legumes