Perigos de transitar fora dos limites de velocidade

Transitar em velocidade abaixo do permitido pode gerar multa de R$ 130

- Publicidade -
 

O excesso de velocidade, além de agravar acidentes de trânsito, está entre as infrações mais cometidas pelos chapecoenses. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, transitar em velocidade acima do permitido configura infração do artigo 218 e seus três incisos, podendo suspender a habilitação de dois a seis meses.

>> Últimas notícias <<

O que algumas pessoas não sabem é que, logo em seguida, o artigo 219 trata da infração daquele que transida em velocidade inferior à mínima permitida para a via. As multas por excesso ou insuficiência de velocidade variam de R$ 130 a R$ 880, de acordo com a gravidade do caso.

Transitar em velocidade inferior à metade da velocidade máxima permitida, exceto na faixa da direita ou em condições adversas configura uma infração média de trânsito. Com isso, o motorista pode pagar multa de R$ 130 e ganhar quatro pontos na carteira de habilitação. As consequências para motoristas que transitarem em qualquer via em velocidade até 20% superior à máxima são as mesmas.

Porém, as consequências aumentam juntamente com a velocidade. Transitar em qualquer via em velocidade entre 20% e 50% superior à máxima configura uma infração grave, podendo gerar multa de R$ 195 e cinco pontos na carteira. Já quem transitar em velocidade superior à máxima em mais de 50% pode pagar multa de R$ 880 e ganhar sete pontos na carteira.

De acordo com a instrutora de trânsito da Autoescola Cometa, Fabiane Lawisch, os limites de velocidade são importantes para evitar acidentes e permitir o fluxo de veículos. “Quem transita em velocidade acima da máxima permitida põe em risco a sua vida e a de terceiros. Por outro lado, quem transita em velocidade inferior à metade da velocidade máxima permitida impede que o trânsito flua”, alerta a instrutora. 

O que define os limites de velocidade?

O critério base para definição de limites de velocidade é o tipo da via. Para definir os limites de velocidade de uma via, as autoridades competentes primeiro a classificam de acordo com os tipos de vias e depois adequam a velocidade a dados específicos da via, como condições naturais, fluxo e características de trânsito. 

“Sempre que tiver placas, o motorista deve obedecer a sinalização. No caso de ausência de placas, os limites de velocidade devem ser obedecidos de acordo com as regras de trânsito, que são definidas de acordo com o tipo da via”, explica Fabiane. 

Você sabia?

As vias urbanas são divididas em quatro subgrupos com os seguintes limites de velocidade padrão:

80 km/h – Via de Trânsito Rápido

Vias com diversas faixas, sem semáforos, sem trânsito de pedestres e com grande extensão.

60 km/h – Via Arterial 

Avenidas com semáforos, cruzamentos e grande fluxo de trânsito, que ligam regiões de uma cidade.

40 km/h – Via Coletora 

Ruas que permitem o acesso e saída das vias arteriais, normalmente com semáforos e que permitem a circulação dentro de uma região da cidade.

30 km/h – Via Local 

Ruas de pequeno porte, com cruzamentos sem semáforo, pouco fluxo de trânsito e utilizadas normalmente para circulação local.

As vias rurais são divididas em dois subgrupos:

Rodovias/Vias asfaltadas

110 km/h: automóveis, caminhonetes e motos;

90 km/h: ônibus e caminhões;

80 km/h: demais veículos.

Estradas/Vias não asfaltadas 

60 km/h: todos os veículos. 


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Moto com R$ 22 mil em multas por excesso de velocidade é apreendida em Chapecó
Caminhonete com mais de R$ 30 mil em multas é apreendido em Chapecó
Polícia flagra sogra sendo transportada no porta-malas de carro em SC
Mais de 10 mil flagrantes de embriaguez ao volante nas BRs de SC em 2019
PRF faz 74 flagrantes da falta de cadeirinha para crianças em carros em SC
Operação Réveillon começa nesta sexta-feira (27) em SC
Carro é flagrado pela PMRv a 175km/h no Oeste
Operação Rodovida: PRF registra aumento de acidentes e mortes nas BRs de SC
Vai pegar a estrada? Confira as dicas da polícia para uma viagem segura
PRF vai retomar as fiscalizações de velocidade nas BRs a partir do dia 23