Pesquisa mostra endividamento de moradores no início do ano em Chapecó

Famílias estão com endividamento principalmente com carnês

- Publicidade -
 

Uma pesquisa mostra que pelo menos metade das famílias chapecoenses, ouvidas em pesquisa da Fecomércio/SC do Sicom, iniciou o ano endividada. A pesquisa intitulada Pesquisa de Endividamento e Inadimplência dos Consumidores (Peic) mostra, que o total de famílias endividadas em Chapecó é de 50,1%, enquanto no Estado o índice é de 53,8%.

Quanto às dívidas ou contas em atraso, 18,7% das famílias chapecoenses indicaram esse compromisso. Aquelas que não terão condições de pagar são 12,8%, o menor índice entre as quatro cidades pesquisadas – Blumenau, Chapecó, Florianópolis e Joinville.

::. Acompanhe as últimas notícias de Chapecó e região

As famílias que se consideram muito endividadas em Chapecó são 5,2%, enquanto 28,5% estão mais ou menos endividadas, 16,5% pouco endividadas e 49,9% não possuem esse comprometimento.

O principal tipo de dívida em Chapecó é com os carnês (58%), seguindo-se o cartão de crédito (53,4%), o crédito consignado (27,3%), o crédito pessoal (22,6%), o financiamento de carro (17,2%) e o financiamento residencial (14,3%).

Quanto às maiores parcelas de renda comprometida com dívidas, 56% indicaram ser de 10% a 50%, 32,6% não sabem o quanto da renda está comprometida com dívidas, 6,4% das famílias indicaram menos de 10% e 4,9% especificaram ter mais de 50% de comprometimento. Em termos de prazo, o maior índice, de 49,9%, é o comprometimento para mais de um ano.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caixa começa a pagar nesta quarta-feira (1º) o saque-aniversário
BRDE anuncia medidas de apoio a empresas do Sul
Preço do gás de cozinha terá redução de 10%
Bancos prorrogam pagamentos de dívidas por 60 dias
Cenoura e ovos têm maior aumento no cesto básico em Chapecó
Feirão da Serasa renegocia dívidas com desconto de até 98%
Leilão de gado ocorre em São Lourenço do Oeste em março
Rally da Safra faz radiografia da produção de soja no país
Startup Summit 2020 anuncia 50 palestrantes e arena de podcasts
Confiança do consumidor cai novamente em Chapecó