Polícia procura acusado de matar homem a marretadas em Chapecó

Crime foi registrado em dezembro do ano passado a um homem de 34 anos

- Publicidade -
 

A Polícia Civil está pedindo ajuda da comunidade para encontrar o acusado de matar Edenilson Antonio Rosa de 34 anos no dia 27 de dezembro de 2019 no bairro Saic. Ele foi morto a marretadas em uma construção na Rua Chaim Welczer.

Após as investigações realizadas pela Polícia Civil, foi concluído pela Polícia Civil que quem matou Edenilson foi José Heleno Lino da Silva de 52 anos, que contratou a vítima para trabalhar na obra.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Vagner Papini, até o momento, o homem está foragido. E por isso, pede para que a comunidade ajude a polícia a encontrar o foragido. 

:::. Acompanhe as últimas notícias de Chapecó e região

Motivação do crime

Um desentendimento devido à cobrança de dívida, estimada entre R$ 500 e R$ 1 mil, teria sido a motivação do homicídio de Edenilson Antônio Rosa, de 34 anos. O crime foi cometido no dia 27 de dezembro de 2019, mas o corpo da vítima só foi localizado três dias depois, no início da tarde de 30 de dezembro, em uma obra no bairro Saic, em Chapecó.

Segundo o delegado Vagner Papini, a investigação foi relativamente simples, já que o corpo só foi localizado depois que o próprio suspeito ligou para o responsável pela obra – onde ele e a vítima trabalhavam – contando que havia matado Edenilson a golpes de marreta e que o corpo estava no banheiro da construção.

Ao responsável pela obra, o suspeito teria dito que estava sendo ameaçado pela vítima. 

Em contato com os familiares, eles relataram aos investigadores que no dia 27, o suspeito foi até a casa deles buscar Edenilson para trabalhar na obra. “A própria família achou estranho o valor que seria pago. De regra, ele era contratado para receber R$ 70 por dia. Naquela ocasião ele receberia R$ 100 para trabalhar somente no período da tarde. Isso teria chamado a atenção dos familiares, que alertaram a vítima, mas pela necessidade do dinheiro, ele acabou aceitando fazer o serviço”, contou o delegado.

Qualquer informação a respeito do paradeiro do foragido pode ser repassado pelo telefone 181. A denúncia pode ser feita anonimamente. 


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Acidente entre carro e carreta deixa vítima grave em Xaxim
Investigado por pedofilia é preso pela Polícia Federal em São Miguel do Oeste
Homem é preso suspeito de tráfico de drogas em Chapecó
Mensagens em celular de marido vira caso de polícia em Chapecó
Mulher chega esfaqueada em hospital de Xanxerê
Duas pessoas são presas por assalto em relojoaria de Chapecó
Homem é preso ao ameaçar ex-mulher em Chapecó
Litígio é resolvido via Whatsapp em Dionísio Cerqueira
Em maio, SC registrou o maior número de incêndios florestais dos últimos quatros anos
Justiça determina reintegração de 40 indígenas demitidos pela Seara Alimentos