PP de Chapecó trabalha para consolidar aliança

Partido tem pré-candidatos, porém, primeiro busca outros partidos para formar chapa à majoritária

- Publicidade -
 

Bruno Pace Dori
politica@diariodoiguacu.com.br

O PP de Chapecó continua com os encaminhamentos para as eleições municipais de outubro. Na última semana, foi anunciada a construção de um acordo de aliança com o PSD, liderada pela executiva do partido. Logo depois, o comunicador Ivan Carlos Agnoletto, atualmente no PSDB, informou que vai retornar à sigla 14 anos depois de sair. Ele é pré-candidato a prefeito.

Segundo o presidente do PP municipal, Jonas Bringhenti, o partido e o PSD desejam caminhar juntos e manter unido o grupo que administra Chapecó. Ele disse que agora não está em discussão nomes à majoritária, porém, na formação de uma chapa forte. Partidos como DEM, PL, PSDB e PTB serão chamados para conversar e convidados para integrarem a aliança.

Quando aos nomes do PP para concorrer à majoritária, Bringhenti ressaltou que os vereadores Diego Alves e Claimar De Conto colocaram o nome à disposição. Além deles, o próprio Ivan Carlos chega como pré-candidato a prefeito. “Neste momento, priorizados a formação de uma chapa para a prefeitura, porém, o PP não abre mão de ser protagonista na eleição municipal”.

::: Participe do nosso grupo de WhatsApp :::

Para o presidente, o objetivo do PP é ter um candidato à cabeça de chapa. O partido não tem prefeito desde Milton Sander, em 1992, quando ainda se chamada PDS. Entretanto, Bringhenti comentou que a prioridade agora é seguir dialogando com outros partidos e buscar consolidar a manutenção da aliança com siglas que estão juntas na administração municipal desde 2005.

Outra prioridade é filiar lideranças para serem candidatos a vereador até a data final, em 4 de abril. “A nossa chapa de candidatos é boa, mas, queremos deixá-la completa. A ideia é lançar 32 nomes, que é o número máximo”. Atualmente, o PP conta com a segunda maior bancada na Câmara Municipal – três cadeiras – sendo que a meta é ampliar para quatro ou cinco vagas.

::: Acompanhe as últimas notícias de Chapecó e região :::

“Em 2016 faltaram menos de 200 votos para elegermos o quarto vereador. Agora, estamos recebendo muitas lideranças de outros partidos, então, o objetivo é chegar a cinco vereadores, seguindo crescendo em Chapecó”, finalizou Bringhenti. Atualmente, o PP conta também com um deputado estadual, Altair Silva, que é o primeiro vice-presidente municipal do partido.

A filiação de Ivan Carlos Agnoletto ao PP deve ser realizada no próximo dia 11 de março, às 19h, na sede da Afusoeste. Inclusive, pode ter a presença do senador Esperidião Amin e de demais lideranças estaduais do partido, prestigiando o evento. A agenda será confirmada nos próximos dias. Além do pré-candidato, mais pessoas devem se filiar ao PP até o dia 4 de abril.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Entenda como vai funcionar a escola cívico-militar de Chapecó
Reunião debate transporte e destino de resíduos sólidos em Chapecó
Experiência do programa Lixo Zero é apresentada em Lages
PSD catarinense reúne prefeitos em Florianópolis
Projetos alteram pontos do Código Ambiental em Santa Catarina
Moção da Acamosc pede recuperação completa da BR-282
OPINIÃO: Reforma da Previdência em Santa Catarina
PSL catarinense realiza ato político e filia prefeitos e vices
PDT diz que terá candidato a prefeito em Chapecó
Carlos Moisés destaca prioridades para 2020 e fala sobre pacto federativo