Preço dos produtos básicos aumenta de 2% em Chapecó

Valor ficou em R$ 1.378,49, segundo Unochapecó e Sicom Pesquisas

- Publicidade -
 

O preço do cesto de produtos básicos em Chapecó teve elevação de 2,01% neste mês de setembro em relação a agosto. Neste mês, o valor do cesto de 57 produtos básicos é de em R$ 1.378,49, ante R$ 1.351,34 registrados em agosto. Os dados fazem parte de estudo feito mensalmente pelo curso de Ciências Econômicas da Unochapecó, em parceria com o Sindicato do Comércio da Região de Chapecó, por meio do Sicom Pesquisas.

A pesquisa aponta que houve aumento de preço de 5,74% nos últimos 12 meses. Dos 57 produtos pesquisados, os cinco itens que mais tiveram aumento de custo, comparativamente ao mês passado, são: banana (61,22%); leite integral longa vida (23,45%); sabonete (16,34%); carne suína (9,01%); e café moído (7,15%). Já os cinco produtos que mais apresentaram redução de preço neste mês são: cenoura (-41,77%); tomate comum (-37,88%); repolho (-26,56%); batata inglesa (-17,28%); e alface (-12,84%).  

A pesquisa, realizada nos últimos dias 2 e 3, verificou que os produtos in natura apresentaram queda de 3,51%. Os produtos semi-industrializados registraram aumento de 5,68%. Também foi identificado aumento no preço dos produtos industrializados, de 1,51%. Os artigos de higiene subiram em 4,16% e o grupo dos materiais de limpeza 0,46. 

::: Últimas notícias

O grupo de serviços tarifados, como energia elétrica, água e gás de cozinha, quando comparado com agosto, registra aumento de preços, na ordem de 2,46%. Neste mês, uma família chapecoense necessita de 1,38 salários mínimos (líquidos) para adquirir o cesto de produtos básicos. 

Após recuo, cesta básica sobe em setembro 

A pesquisa também consta de síntese dos preços registrados em Chapecó para os 13 produtos que compõem a cesta básica nacional. São eles: açúcar, arroz, banana, batata inglesa, café moído, carne bovina, farinha de trigo, feijão preto, leite, margarina, óleo de soja, pão francês e tomate. 

Após três meses de queda, a cesta básica aumentou em setembro. De um custo de R$ 319,05 em agosto, passou para R$ 320,20, com elevação de 0,36%. Em setembro do ano passado o valor da cesta foi de R$ 297,52. Uma família chapecoense necessita, neste mês, de 0,32 salários para adquirir a cesta básica. 

Os relatórios da pesquisa do cesto e da cesta básica estão disponíveis nos endereços sicom.com.br/pesquisas e unochapeco.edu.br/.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Saque FGTS 100% digital é lançado pela Caixa
SC fecha ano de 2019 com menor taxa de desemprego do país
Faturamento com exportações de carne suína aumenta 78,9% em janeiro
259 vagas de emprego estão disponíveis em Chapecó
Microempreendedorismo:Artesanato que mudou a vida de Serenite
Pesquisa mostra endividamento de moradores no início do ano em Chapecó
Como economizar combustível ao dirigir
190 vagas disponíveis no Balcão de Empregos nesta semana em Chapecó
Pequenos negócios pretendem contratar e realizar investimentos em 2020
Empregadores e trabalhadores fecham novos valores para o piso regional